Cuiabá (MT), sexta, 28 de abril de 2017
Turma do Epa

Quem Somos

Turma do Epa! foi inspirado num conceito criado por Ivan Lessa no extinto Pasquim. De acordo com o jornalista, o mundo se divide em dois tipos de pessoas: as que gritam Oba! e as que exclamam Epa! Os Oba! são otimistas, permissivos e aproveitadores. Os Epa! são desconfiados e inflexíveis. Os Oba! se locupletam enquanto os Epa! se escandalizam.
Ao conceito de Epa!, que expressa a linha jornalística que perseguimos: contundente e direta, acrescemos uma pitada de bom humor, pois já ensinavam os romanos que rir é o melhor castigo (ridendo castigat mores). Enquanto a corte se refestela, resta à patuleia atirar pedras e se divertir fazendo piada do rei. Em tempo: atirar pedras é no sentido figurado.
A sede mundial da Turma do Epa! tem suas amplas instalações em Cuiabá, Mato Grosso (avenida Carmindo de Campos nº 146, sala 29). Obs: Se vier, entre sem bater (na gente). Contatos pelo e-mail: redacao@turmadoepa.com.br ou no telefone: 65 81149065
Aceitamos sugestões de pauta e colaboração (gratuita) de artigos e matérias, desde que não seja de fornecedores de opinião (baba-ovos) patrocinados pelo rei. Não falta veículo para estes.
O site foi concebido pelo jornalista José Roberto Amador (responsável, ou quase...) e conta com o auxílio luxuoso das jornalistas Amanda Alves e Aline Costa e do webmaster Júnior. O sistema foi desenvolvido por Walter Cruz a partir do design de Hermanes Mascarenhas.
Muito mais gente colaborou com seus pitacos até a página entrar definitivamente no ar. A todos o nosso sincero agradecimento. Os leitores podem ajudar na formatação do site com dicas para melhorar a navegação e o conteúdo. As colaborações serão sempre bem-vindas.
Nosso compromisso é com a liberdade, a democracia e o contraditório. Não participamos de passeatas, protestos e coisas do gênero. Não frequentamos clubes e nem em turma a gente anda. Os Epa! são essencialmente individuais. Cada um cuida da sua vida e não aceita interferência do rei. Se você se identificar, faça de www.turmadoepa.com.br a sua página inicial e ajude a divulga-la na sua rede.

NR: O jornalista José Roberto Amador desligou-se do site em 30 de Dezembro de 2011. A partir desta data, o editor responsável pela página é o jornalista Itamar Perenha. A linha não muda (haja carretel...)


Eparre

 Disfarce técnico


O conselheiro Antonio Joaquim conseguiu dar um bom disfarce técnico ao posicionamento que vem adotando no embate que trava com o Executivo para vasculhar a vida de empresas ligadas ao agronegócio, as grandes exportadoras do Estado e beneficiadas pela Lei Kandir que as livra de pagarem ICMS.

  Sigilos Fiscais


Os auditores fiscais e os técnicos foram louvados pela certeza de que guardarão os sigilos fiscais das empresas que vierem a ser, concomitantemente, fiscalizadas por quem tem atribuição expressa para esmiuçar CNPJs e CPFs e outros cujo trabalho deve se centrar na avaliação das metodologias empregadas e no seu resultado efetivo. Quem precisa esmiuçar as contas são os bem pagos fiscais do Estado.

  Transferencia de sigilo


Turma do Epa não exerce nenhuma atividade tributária a não ser os estipêndios que paga a duras penas para o Fisco. Não vai entrar numa discussão que será decidida mais à frente pela Justiça, pois, ultimamente, virou moda tudo acabar no Judiciário.

  Pendengas úteis e outras fúteis


Só se vai saber se a pendenga judicial entre o TCE e o Governador é útil daqui a tempo suficiente para que este fato fique no passado quando será quinquilharia política ultrapassada. Por ora, ante a eleição que se avizinha, é hora de reforçar o bodoque para apedrejar as vidraças alheias. E, convenientemente, esquecer das próprias.

 Competencia técnica


Não se discute a competência técnica dos bons quadros concursados do Tribunal de Contas do Estado e de abnegados que frequentam a Casa por expressa disposição constitucional que salvaguardou os respectivos empregos. O escrutínio dos CNPJs não parecem adequados ao teste de metodologias destinadas a apurando conjuntos ou subconjuntos de contribuintes enfeixados num mesmo CNAE. E isso nada tem a ver com competencia técnica, mas, com método.

 Sonegação de grandes produtores


Que volta e meia se encontram grandes sonegadores entre os, também, grandes exportadoras, não é novidade. Os quadros técnicos da Secretaria de Fazenda e as instâncias administrativas e jurídicas que têm espaço reservado na SEfaz fazem um bom trabalho e a superposição de tarefas com o órgão de controle externo afigura-se mais como interesse político oportuno.

 Atribuições


Só agora foram descobertas, entre as atribuições do Tribunal de Contas, a capacidade de fiscalizar tanto as despesas quanto as receitas. A descoberta tardia do poder sobre as receitas atende ao quadro eleitoral que se avizinha já que esta competencia poderia ter sido invocada há muito tempo. Agora cheira mais à necessidade de se ocupar algum protagonismo político e se marcar posição. Nada mais.

Eparre

Quinta, 27 de abril de 2017
Zeferino Arruda
Eu não gostaria que meus dados fossem compartilhados com ninguém. Já pago impostos demais pra ficarem vasculhando minha vida. O TCE precisa é escolher melhor seus conselheiros.

Quinta, 27 de abril de 2017
Jocimar Arantes
Vcs publicam um comentário? O que o Taques quer? Reeleição. O que o Antonio Joaquim quer? Ser governador. Os dois precisam combinar com o povo.

Quarta, 26 de abril de 2017
Lourival Ferreira
Ainda estamos no século XIX em matéria de colonização. Quem tem mais pólvora no bacamarte é quem vira dono. Ou quem mata mais índios.

Segunda, 22 de agosto de 2016
Lucio Ferreira
O KW exagerou na caipirinha assistindo a jogo de voley. Só pode.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 INFORME PUBLICITÁRIO
Mato Grosso Mais - Governo do Estado presta homenagens aos 298 anos de Cuiaba
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados