Cuiabá (MT), terça, 21 de abril de 2015
Turma do Epa
Quarta, 15 de maio de 2013, 19h39
Chapeu SEM INVESTIMENTO

Escolas estaduais e as precariedades no espaço físico

Estabelecimentos de ensino do Estado recebem equipamentos de ar condicionado mas não podem instalar os aparelho devido a fragilidade ou falta da rede elétrica nas unidades de ensino.
Fernanda Leite  / Cuiabá - MT

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso, em ato público realizado nesta quarta-feira (15/05) na Praça Alencastro em Cuiabá, mostraram como estão as condições das escolas públicas de todo o Estado: uma verdadeira calamidade pública.

Das 729 unidades escolares, foram apresentados por meio de exposição fotográfica os problemas registrados em 50 escolas estaduais de vários municípios. Os representantes da educação de cada região relataram que os problemas na estrutura física das unidades educacionais são praticamente os mesmos e predominam entre eles as deficiências nas redes elétrica e hidráulica, além da falta de manutenção.

Gestão Maggi

Os educadores apontaram que a maioria dos problemas estruturais surgiu nas reformas efetuadas na gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR).

O diretor da Escola Estadual Padre Arlindo, do município de Campo Novo dos Parecis, professor Cezar Augusto Guedes, relatou que na escola que administra,  a última reforma foi feita no ano de 2003. Segundo ele, a rede elétrica não comporta atualmente as necessidades da instituição escolar devido à espessura dos fios que não suportam mais carga.

“Desde a gestão do Maggi até hoje, não há reformas, somente maquiagem. Não dá para usar nem ventiladores nas salas de aula imaginem ar condicionado”, reclamou. Por falta de capacidade da rede elétrica o docente disse que em menos de um ano 13 ventiladores foram danificados na escola que administra.

Em Cuiabá, uma das unidades citadas com problemas estruturais é a  Escola Estadual Leovegildo de Melo, no CPA III. O estabelecimento dispõe de 6 aparelhos de ar condicionado que não podem ser ligados pelos riscos que poderá provocar na rede elétrica.

Em Cáceres, o representante da sub-sede do Sintep, Orlando Cavalcante, aponta que as escolas são usadas para interesses eleitorais. “Alguns políticos mandam fazer uma pintura ou um puxadinho e pronto. Dá a impressão que as escolas estão em boa conservação, mas o tempo  acaba mostrando que não”, observou ele.

O professor denunciou ainda, princípios de incêndio e até ocorrências de maiores proporções ocasionadas por problemas na rede elétrica. “As paredes estão mofadas e várias escolas já foram queimadas em Cáceres por curtos nas instalações elétricas”, criticou Orlando.

Em Barra do Garças a denuncia se refere ao recebimento de tablets na Escola Maria Nazareth. A unidade escolar está inclusa no programa do Governo Federal "Um Computador por Aluno", porém não pode utilizar os aparelhos por falta de tomadas de energia elétrica. Os equipamentos continuam empacotados e  envelhecendo sem condições de uso.

Sintep protocola denúncia

Paralelo a manifestação na praça, os representantes do Sintep/MT protocolaram em cinco órgãos públicos um dossiê com 264 páginas ilustrado com fotografias e descrição dos problemas registrados nos estabelecimentos educacionais. 

 Receberam o documento com a denúncia: Ministério Público Estadual (MPE), Gabinete do Governador, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria de Estado da Educação  (Seduc) e Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso institucionalizaram o dia 15 de maio como uma data em que se manifestarão em prol do ensino público de qualidade. A manifestação teve início neste ano de 2013 e se depender da iniciativa do Governo Estadual em promover as reformas nas escolas, o protesto seguira por muitos anos.


 leia também
Segunda, 20 de abril de 2015
20:44
Chapeu irpf
A dez dias do fim do prazo, mais da metade dos contribuintes não declarou IR
Até as 17h de hoje (20), 13.361.041 declarações foram encaminhadas à Receita Federal. O número representa 48,6% do total dos 27,5 milhões de declarações que a Receita espera receber até 30 de abril.
Domingo, 19 de abril de 2015
20:14
Chapeu dia do índio
Brasil precisa recuperar orgulho de sua origem, dizem indígenas
Demarcação das terras indígenas e reconhecimento dos brasileiros sobre a importância dos índios para o país ainda continuam sendo os desafios principais do Dia do Índio
20:04
Chapeu AMBIENTE
Parque Mãe Bonifácia: gambiarras perigosas
Nem parece que o Parque Mãe Bonifácia é um cartão de visitas da cidade tamanho o descuidado com a sua manutenção.
Sábado, 18 de abril de 2015
23:05
Chapeu política
Defesa de Vaccari entra com pedido de habeas corpus no TRF4
A defesa de João Vaccari Neto protocolou, na noite de ontem (17), por volta das 22h, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região
Sexta, 17 de abril de 2015
08:12
Chapeu economia
Receita divulga calendário de restituições do Imposto de Renda 2015
As restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2015 começam a ser pagas no dia 15 de junho. O Ato Declaratório da Receita Federal com o calendário foi publicado hoje (17) no Diário Oficial da União.
Quinta, 16 de abril de 2015
08:13
Chapeu ldo
Governo propõe salário mínimo de R$ 854 em 2016
O salário mínimo no próximo ano deve chegar a R$ 854, valor que consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016
Quarta, 15 de abril de 2015
08:57
Chapeu CAMINHONAÇO
Blairo critica BNDES por caminhões
Senador diz que é mais fácil nascer dinheiro do que BNDES cumprir MP dos Caminhoneiros
07:48
Chapeu política
Dilma indica jurista Luiz Edson Fachin para o STF
A indicação foi confirmada há pouco pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República. Para que assuma a vaga, porém, o nome de Fachin precisa ser aprovado pelo Senado Federal.
Terça, 14 de abril de 2015
08:26
Chapeu dengue
Casos de dengue no Brasil aumentam 240% no primeiro trimestre do ano
O número de casos de dengue no país este ano, até o dia 28 de março, aumentou 240,1% em relação ao mesmo período do ano passado.
Segunda, 13 de abril de 2015
11:59
Chapeu Saúde
Prefeito: Asfalto não sente dor
Quem não adoeceu teve sorte de não precisar de serviços médicos da Prefeitura

+ ver todas as matérias
Eparre

 Vingança


Emanuel Pinheiro, deputado estadual do Partido da República, sentiu o fio da navalha aguçada manejada pelo governador Pedro Taques. Ao menor sinal de rebeldia do parlamentar foram cortadas as 15 nomeações que o deputado havia indicado para compor cargos em comissão.

 Rendição


Isso demonstra que o governador não aceita tergiversações de parlamentares. Se e quem quiser compor a sua base deve estar sob rendição incondicional.

 Vezo autoritário


Para uns, autoritarismo imprudente que uma hora vai cobrar seu preço, para outros, quem é Oposição deve se comportar como tal e não pleitear benesses do governo e fazer o discurso contrário.

 Lição


Uma dura lição a quem ousar confrontar o "ungido". Ainda bem que é só das urnas e com duração limitada mesmo que sente na cadeira duas vezes.

 "Locupletamento indevido"


O projeto "Bom Pagador" é uma balela. Na verdade é "locupletamento indevido" do Estado à custa do deságio de fornecedores. O curioso é que tudo isso vem disfarçado de benefício a mais de 80% de quem créditos a receber do Governo Estadual como se pagar aquilo que deve fosse um "favor".

 Dicotomia ou esquizofrenia?


Difícil saber qual a doença que aflige o governo que descontinua as gestões do Estado como se não fossem sucessivas. Em outras palavras: o governo paga os compromissos presentes, os do passado, vão passar por uma auditoria e, terminando esta fase inicial começa a outra: a da contestação. Então fica assim: uma gestão dicotômica entre o passado e o presente, ou, algo mais grave, uma esquizofrenia cujo gatilho se deu com a eleição.

Eparre

Sábado, 18 de abril de 2015
K.W.
A sra. meritíssima é muito furiosa. Como o marido. Disse não ter advogado para PSDB, PP ou PQP. Ela deveria ser o "MANUAL DO PERFEITO IDIOTA" e saberá porque ninguém irá acreditar no desabafo furioso pelo facebook

Sábado, 18 de abril de 2015
Amarildo
Cara não vou entrar na sua. Essas provocações não me atingem.

Sábado, 18 de abril de 2015
Decio de Assis
Imperdível a coluna. Td muito bem colocado. A mulher do juiz disse que advogou mas não recebeu e, por isso, desistiu das procurações que lhe foram outorgadas. Os processos corriam na Justiça do Trabalho.

Sábado, 18 de abril de 2015
K.W.
Pq o governo só faz ajuste fiscal em cima dos pobres? Putz. Esse ano minha restituição vai pro pau.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
Visitante de parque acena para urso que retribui o gesto
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados