Cuiabá (MT), quarta, 23 de julho de 2014
Turma do Epa
Quarta, 15 de maio de 2013, 19h39
Chapeu SEM INVESTIMENTO

Escolas estaduais e as precariedades no espaço físico

Estabelecimentos de ensino do Estado recebem equipamentos de ar condicionado mas não podem instalar os aparelho devido a fragilidade ou falta da rede elétrica nas unidades de ensino.
Fernanda Leite  / Cuiabá - MT

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso, em ato público realizado nesta quarta-feira (15/05) na Praça Alencastro em Cuiabá, mostraram como estão as condições das escolas públicas de todo o Estado: uma verdadeira calamidade pública.

Das 729 unidades escolares, foram apresentados por meio de exposição fotográfica os problemas registrados em 50 escolas estaduais de vários municípios. Os representantes da educação de cada região relataram que os problemas na estrutura física das unidades educacionais são praticamente os mesmos e predominam entre eles as deficiências nas redes elétrica e hidráulica, além da falta de manutenção.

Gestão Maggi

Os educadores apontaram que a maioria dos problemas estruturais surgiu nas reformas efetuadas na gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR).

O diretor da Escola Estadual Padre Arlindo, do município de Campo Novo dos Parecis, professor Cezar Augusto Guedes, relatou que na escola que administra,  a última reforma foi feita no ano de 2003. Segundo ele, a rede elétrica não comporta atualmente as necessidades da instituição escolar devido à espessura dos fios que não suportam mais carga.

“Desde a gestão do Maggi até hoje, não há reformas, somente maquiagem. Não dá para usar nem ventiladores nas salas de aula imaginem ar condicionado”, reclamou. Por falta de capacidade da rede elétrica o docente disse que em menos de um ano 13 ventiladores foram danificados na escola que administra.

Em Cuiabá, uma das unidades citadas com problemas estruturais é a  Escola Estadual Leovegildo de Melo, no CPA III. O estabelecimento dispõe de 6 aparelhos de ar condicionado que não podem ser ligados pelos riscos que poderá provocar na rede elétrica.

Em Cáceres, o representante da sub-sede do Sintep, Orlando Cavalcante, aponta que as escolas são usadas para interesses eleitorais. “Alguns políticos mandam fazer uma pintura ou um puxadinho e pronto. Dá a impressão que as escolas estão em boa conservação, mas o tempo  acaba mostrando que não”, observou ele.

O professor denunciou ainda, princípios de incêndio e até ocorrências de maiores proporções ocasionadas por problemas na rede elétrica. “As paredes estão mofadas e várias escolas já foram queimadas em Cáceres por curtos nas instalações elétricas”, criticou Orlando.

Em Barra do Garças a denuncia se refere ao recebimento de tablets na Escola Maria Nazareth. A unidade escolar está inclusa no programa do Governo Federal "Um Computador por Aluno", porém não pode utilizar os aparelhos por falta de tomadas de energia elétrica. Os equipamentos continuam empacotados e  envelhecendo sem condições de uso.

Sintep protocola denúncia

Paralelo a manifestação na praça, os representantes do Sintep/MT protocolaram em cinco órgãos públicos um dossiê com 264 páginas ilustrado com fotografias e descrição dos problemas registrados nos estabelecimentos educacionais. 

 Receberam o documento com a denúncia: Ministério Público Estadual (MPE), Gabinete do Governador, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria de Estado da Educação  (Seduc) e Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso institucionalizaram o dia 15 de maio como uma data em que se manifestarão em prol do ensino público de qualidade. A manifestação teve início neste ano de 2013 e se depender da iniciativa do Governo Estadual em promover as reformas nas escolas, o protesto seguira por muitos anos.


 leia também
Quarta, 23 de julho de 2014
07:58
Chapeu SUCESSÃO 2014
Silval: "não há salvador da pátria".
Denúncias de corrupção formuladas pelo candidato Pedro Taques não intimidam governador que garante não haver "salvador da pátria".
07:57
Chapeu SUCESSÃO 2014
Usurpação de horário eleitoral do DEM. Pode?
Fazendo escola: o primeiro caso de "apropriação indébita" de horário eleitoral.
Terça, 22 de julho de 2014
08:34
Chapeu SUCESSÃO 2014
Jaime desiste de reeleição
A desistência de Jaime Campos (DEM) se deveu, fundamentalmente, à ação deliberada do grupo que cerca a candidatura Pedro Taques. Estranhamente, Jaime Campos não parecia pertencer ao grupo.
07:50
Chapeu O CONHECIMENTO LIBERTA
Estudantes do CRC vão participar de projeto literário
Só o conhecimento traz a verdadeira liberdade. Esta é a proposta do projeto Literativa, que será desenvolvido, por um mês, com estudantes que vivem dentro do Centro de Ressocialização de Cuiabá
Segunda, 21 de julho de 2014
07:49
Chapeu SUCESSÃO 2014
Pesquisa interditada
Pedro Taques (PDT) que já tinha produzido material de campanha com a pesquisa Vox Populi onde aparece na liderança foi proibido de usar o material por suposta manipulação de dados.
Domingo, 20 de julho de 2014
11:53
Chapeu SUCESSÃO 2014
Uma campanha fedorenta
A entrevista foi concedida ao site Midia News e retrata a ênfase que o candidato a governador vai dar à corrupção.
Sábado, 19 de julho de 2014
08:40
Chapeu SUCESSÃO 2014
Governador reage e diz que fala com quem quiser.
Declarações de Rodrigo Janot acabam repercutindo e Silval afirma que fala com quiser, inclusive com o deputado Riva e aproveita para reclamar de atuação arbitrária do MPF.
Sexta, 18 de julho de 2014
08:12
Chapeu SUCESSÃO 2014
Muvuca está em campanha
Candidato participa, a convite, da abertura de torneio de futebol esta noite no Bairro CPA III.
07:11
Chapeu OPERAÇÃO ARARATH
Uma testemunha sob suspeita
O depoimento de Éder Moraes que será escoltado do Presídio da Papuda para Cuiabá para participar de audiência na 5a. Vara da Justiça Federal sob condução do juiz federal Jefferson Schneider está previsto para 24 ou 25 deste mês.
Quinta, 17 de julho de 2014
07:18
Chapeu ENERGIA
O dilema das hidrelétricas: fio d'água ou reservatórios?
Para o novo diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL - país terá que superar o dilema ou correr os riscos de estiagens severas.

+ ver todas as matérias
Eparre

 Band/MT


Becari, diretor-presidente do Grupo Band/MT, encontra-se hospitalizado em São Paulo e sob rigoroso tratamento médico. Entre as limitações que lhe foram impostas está a gestão dos interesses de seu grupo através de visitas periódicas de seus Diretores para tocar o dia a dia da admimistração.

 Por cautela


De gênio forte e avesso a recomendações médicas, Becari fui submetido a tratamento que lhe impõe maior disciplina e afastamento de uma rotina estressante do dia a dia da qual não gostava de se afastar. Esse distanciamento é uma etapa necessária ao seu tratamento.

 Grilagem de horário eleitoral


A cultura da grilagem, tão comum em áreas públicas urbanas e rurais, é um dado cultural relevante no Estado. Daí não se estranhar que essa "cultura da grilagem" tenha chegado ao horário eleitoral gratuito do Rádio e Televisão na propaganda partidária. A vítima mais recente foi o DEM.

 Quem diria?


O DEM ainda reúne as maiores raposas da política matogrossense. O que ninguém se deu conta é que os "pseudo-aliados" (falsos aliados) tinham apenas um propósito: acrescentar alguns minutinhos na composição do horário eleitoral gratuito. A "grilagem" fez uma vítima importante: o senador Jaime Campos que, tardiamente, percebeu a diáspora dos "aliados" em direção à candidatura de Wellington Fagundes (PR), candidato ao senado de outra coligação.

 Conivência


Claro que a ação teve coniventes no círculo mais próximo do candidato a governador Pedro Taques que, com o afastamento de Jaime, passa a refinar o discurso e a investir-se do "novo".

 Grande novidade


Para um "demista de quatro costados", daqueles com raízes no antigo PDS e depois PFLT, o que se quer de novo na política são as atitudes e é preciso coragem para ter, inclusive, lealdade política. Para a prática política mais obscena, como a traição covarde de que foi vítima Jaime Campos (mesmo para quem não gostaria de votar nele) não basta ser apenas um chavão "Coragem e Atitude para Mudar". É palavrório inútil diante da falta de caráter generalizada que se demonstrou. Essa é a marca que vai caracterizar esse "grupelho político".

Eparre

Quarta, 23 de julho de 2014
Cláudio Pereira
Li com atenção. Tem lógica. Em política vale tudo mesmo e o feio é perder. Jaime saiu sem tussir nem mugir. Sangue de barata x "sangue gelado". Não é um bom título para uma reportagem de vocês? Agora estou me dando conta de que não deve ter Partido Político disposto a financiar vocês. Até onde vai o site?

Quarta, 23 de julho de 2014
Leomir
Putyz. Que trambicagem. E é esse pessoal que se propoe a moralizar a política no Estado e sai por aí dizendo que os outros e que são corruptos?

Quarta, 23 de julho de 2014
Odacir
Como é que o Julinho, um bagre ensaboado, caiu numa dessa. Alguma vantagem ela estava vendo e se distraiu. Aí o pessoal, vapt vupt. Rasterou.

Quarta, 23 de julho de 2014
Plinio
Os Campos só queriam fazer o debut do Julio Neto na política. Ficaram tão enceguerados por isso que não perceberam que lidavam com trambiqueiros mais atualizados. É a geração "selfie", meus caros. Rápidos como nunca e aí o pessoal às antigas, do tempo da lealdade se ferrou...

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 HUMOR
Como perder um Nissan em menos de 2 minutos
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados