Cuiabá (MT), segunda, 31 de agosto de 2015
Turma do Epa
Quarta, 15 de maio de 2013, 19h39
Chapeu SEM INVESTIMENTO

Escolas estaduais e as precariedades no espaço físico

Estabelecimentos de ensino do Estado recebem equipamentos de ar condicionado mas não podem instalar os aparelho devido a fragilidade ou falta da rede elétrica nas unidades de ensino.
Fernanda Leite  / Cuiabá - MT

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso, em ato público realizado nesta quarta-feira (15/05) na Praça Alencastro em Cuiabá, mostraram como estão as condições das escolas públicas de todo o Estado: uma verdadeira calamidade pública.

Das 729 unidades escolares, foram apresentados por meio de exposição fotográfica os problemas registrados em 50 escolas estaduais de vários municípios. Os representantes da educação de cada região relataram que os problemas na estrutura física das unidades educacionais são praticamente os mesmos e predominam entre eles as deficiências nas redes elétrica e hidráulica, além da falta de manutenção.

Gestão Maggi

Os educadores apontaram que a maioria dos problemas estruturais surgiu nas reformas efetuadas na gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR).

O diretor da Escola Estadual Padre Arlindo, do município de Campo Novo dos Parecis, professor Cezar Augusto Guedes, relatou que na escola que administra,  a última reforma foi feita no ano de 2003. Segundo ele, a rede elétrica não comporta atualmente as necessidades da instituição escolar devido à espessura dos fios que não suportam mais carga.

“Desde a gestão do Maggi até hoje, não há reformas, somente maquiagem. Não dá para usar nem ventiladores nas salas de aula imaginem ar condicionado”, reclamou. Por falta de capacidade da rede elétrica o docente disse que em menos de um ano 13 ventiladores foram danificados na escola que administra.

Em Cuiabá, uma das unidades citadas com problemas estruturais é a  Escola Estadual Leovegildo de Melo, no CPA III. O estabelecimento dispõe de 6 aparelhos de ar condicionado que não podem ser ligados pelos riscos que poderá provocar na rede elétrica.

Em Cáceres, o representante da sub-sede do Sintep, Orlando Cavalcante, aponta que as escolas são usadas para interesses eleitorais. “Alguns políticos mandam fazer uma pintura ou um puxadinho e pronto. Dá a impressão que as escolas estão em boa conservação, mas o tempo  acaba mostrando que não”, observou ele.

O professor denunciou ainda, princípios de incêndio e até ocorrências de maiores proporções ocasionadas por problemas na rede elétrica. “As paredes estão mofadas e várias escolas já foram queimadas em Cáceres por curtos nas instalações elétricas”, criticou Orlando.

Em Barra do Garças a denuncia se refere ao recebimento de tablets na Escola Maria Nazareth. A unidade escolar está inclusa no programa do Governo Federal "Um Computador por Aluno", porém não pode utilizar os aparelhos por falta de tomadas de energia elétrica. Os equipamentos continuam empacotados e  envelhecendo sem condições de uso.

Sintep protocola denúncia

Paralelo a manifestação na praça, os representantes do Sintep/MT protocolaram em cinco órgãos públicos um dossiê com 264 páginas ilustrado com fotografias e descrição dos problemas registrados nos estabelecimentos educacionais. 

 Receberam o documento com a denúncia: Ministério Público Estadual (MPE), Gabinete do Governador, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria de Estado da Educação  (Seduc) e Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Os trabalhadores da Educação de Mato Grosso institucionalizaram o dia 15 de maio como uma data em que se manifestarão em prol do ensino público de qualidade. A manifestação teve início neste ano de 2013 e se depender da iniciativa do Governo Estadual em promover as reformas nas escolas, o protesto seguira por muitos anos.


 leia também
Segunda, 31 de agosto de 2015
08:29
Chapeu economia
Orçamento pode ser enviado com previsão de déficit primário, diz Delcídio
Após desistir de criar um tributo nos moldes da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), o Executivo pretende compartilhar com o Congresso a responsabilidade sobre as contas do governo em 2016.
Domingo, 30 de agosto de 2015
20:05
Chapeu mpf
Janot arquiva ação contra Dilma e faz crítica à Justiça Eleitoral
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, concluiu que não há indícios de irregularidade na contratação da gráfica VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda.
Sábado, 29 de agosto de 2015
22:45
Chapeu china
Especialistas temem que crise no país asiático afete recuperação do Brasil
A queda das ações chinesas, que abalou o mercado financeiro global nas últimas duas semanas, pode ter efeito duradouro sobre a economia mundial, caso a crise se prolongue.
Sexta, 28 de agosto de 2015
08:59
Chapeu ibge
População brasileira supera os 204 milhões
A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas hoje (28)
Quinta, 27 de agosto de 2015
09:01
Chapeu Rodovias
PRF reforça fiscalização para combater excesso de velocidade
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) faz hoje (27), em todo o país, operação para combater o excesso de velocidade nas estradas.
Quarta, 26 de agosto de 2015
10:47
Chapeu ibge
Quase 90% dos municípios têm página na internet
Quase 90% dos municípios brasileiros têm página na internet, informa o estudo Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros 2014
Terça, 25 de agosto de 2015
12:44
Chapeu política
Dilma: 2016 continuará com dificuldades, mas "não imensas como muitos pintam"
"Eu espero uma situação melhor. Mas não tenho como garantir que a situação em 2016 vai ser maravilhosa, não vai ser, muito provavelmente não será. "
Segunda, 24 de agosto de 2015
13:11
Chapeu lava jato
Réu na Lava Jato, Youssef depõe hoje na Justiça Federal
Alberto Youssef é apontado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal como principal operador do esquema de fraudes em contratos da Petrobras
13:06
Chapeu Reforma administrativa
Governo anuncia redução de 39 para 29 ministérios
O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou hoje (24) que o governo vai reduzir o número de ministérios do govero,
Domingo, 23 de agosto de 2015
20:54
Chapeu política
Senado deve começar esta semana votação da Agenda Brasil
Um dos projetos que já pode entrar em votação é o que trata da repatriação de ativos financeiros e bens patrimoniais do exterior

+ ver todas as matérias
Eparre

 "Operação Ventríloquo"


A Assembleia tem uma grande estrutura de apoio à atividade legislativa para possibilitar que os deputados se dediquem à atividade-fim: legislar.

 Lobby


O legislativo também é alvo de lobbies de todos os tipos. É natural e não é só o Legislativo matogrossense. Quem já frequentou a Câmara dos Deputados Federais fica assustado com o número de transações de todos os tipos que buscam apoio parlamentar.

 Pode e não pode


Há ações que podem acontecer através do Legislativo. Categorias profissionais se movimentam ostensivamente em busca de apoio parlamentar às respectivas pretensões. Com direito a lotar galerias e faixas.

 Silenciosas


Mas as "ações silenciosas" parecem ser as mais eficientes. Às vezes as conversas ocorrem mesmo no "mano a mano". Como se desdobram lá adiante é outra etapa.

 Reclamações


Há reclamações de toda a ordem e natureza quando a esse funcionamento de órgãos legislativos e autarquias quando a norma geral é a da transparência.
É o que se pede: transparência. Muitas vezes ela está lá, devidamente escrita e o problema, às vezes, reside no leitor e na respectiva compreensão.

 "Maracutaias"


Ouvi um comentário interessante sobre as "maracutaias". Para se ter ideia de sua existência e dimensão no tempo ouvi de um religioso que o próprio Cristo, certa feita, se indispôs com os "vendilhões" que operavam no Templo. A Casa do Senhor era profanada diariamente sem que ninguém se indignasse até a insurgência de Jesus.

 Sinédrio


O julgamento de Jesus pelo Sinédio foi uma farsa. Ele já adentrou àquela pretensa Casa de Justiça previamente condenado. Buscava-se tão somente uma aura de legitimidade para o crime que se perpetrava. Se há alguma diferença entre o que acontece nos Tribunais de hoje é difícil notar. Talvez não com tanta notoriedade histórica, mas, que existem os culpados inocentados e os inocentes condenados não há a menor dúvida.

Eparre

Quinta, 09 de julho de 2015
Decio de Assis
É preocupante o que se lê por aqui. Mas a plutocracia é demais.

Quinta, 09 de julho de 2015
Luiz Carlos
Gosto muito do site. Gosto da coluna. A metáfora é atual. Condena-se, como no caso de Dirceu, o voto profano do juiz Moro, proclamado pela incompetente "Rosa Weber: condeno porque a literatura jurídica me permite". Provas: quais? Ah! O Evento social de que Dirceu e alguns servidores participaram publicamente em BH com a Katia Abreu, a dançarina que dançou no "mensalão" que deve estar até hj procurando saber porque.

Domingo, 07 de junho de 2015
Frederico
A gente lê a coluna e se põe em guarda. Quem a escreveu merece aplausos pela lembrança de que "eu posso ser você amanhã". Ou seja, quem aplaude a Justiça sacana contra o Riva poderá vir a ter essa mesma Justiça contra si. Ninguém está livre de escorregar numa casca de banana. Os que não entenderam a coluna podem continuar mamando.

Domingo, 07 de junho de 2015
joão bragion neto
Só não entendo porque para os empregados domésticos, o aviso prévio terá considerações especiais, como o acréscimo de dias proporcionais ao tempo de serviço, sendo que as demais categorias profissionais não gozam deste direito!Isso não é elitista? Os direitos não deveriam ser iguais para todos?? Porque será?....??

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 publicidade
Campanha da Assembleia Legislativa de MT contra as queimadas
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados