Cuiabá (MT), quinta, 14 de dezembro de 2017
Turma do Epa
Segunda, 19 de junho de 2017, 09h04
Chapeu MASCULINIDADE

A verdade nua e crua

A partir de seus retratos em plano médio de genitais masculinos, a britânica Laura Dodsworth compila também os depoimentos de uma enorme variedade de homens
EL PAÍS  / Cuiabá-MT
Laura Dodsworth se define como uma especialista em fotografar pessoas. Em seu mais recente livro, "Manhood: The Bare Reality" (“Masculinidade: a verdade nua e crua”, em tradução literal), ela conta as histórias por trás de 100 pênis. A partir de seus retratos em plano médio de genitais masculinos, a britânica compila também os depoimentos de uma enorme variedade de homens, questiona os mitos em torno deles e revela algumas de suas inquietações. 

"É impossível generalizar, mas se há algo em comum a muitos dos entrevistados é sua necessidade de estabelecer uma conversa íntima e reveladora”, conta a autora ao EL PAÍS.

Foram 100 encontros com 100 homens posando para a câmera. “Nem um a mais, nem um a menos. Tudo entrou no livro”, diz Dodsworth. Este ensaio visual sobre a masculinidade é composto de relatos pessoais. Um dos entrevistados conta como enfrentou a perda de seus dois testículos por causa de um câncer antes dos 35 anos, outro revela como é viver com síndrome de Asperger e um jovem fala das ideias pré-concebidas que o acompanham por ele ser negro.

O resultado deste livro da editora Pinter & Martin é, no entanto, um mosaico de questões universais. Aborda a sexualidade sob a perspectiva masculina – independentemente da orientação sexual -, sua relação com o poder e o fato de ser pai ou marido.

E também se os homens pensam com frequência sobre o tamanho de seu pênis.

A resposta, como suspeitávamos, é que se trata de uma preocupação geral. A fotógrafa confirma também que os homens têm dificuldade em falar de seus sentimentos, mas insiste que, ao mesmo tempo, desejam ser ouvidos.

Dodsworth selecionou os assuntos que queria abordar e buscou os depoimentos através de amigos ou associações. Em seguida, se apresentou a cada um deles sem ter pesquisado excessivamente, para preservar a espontaneidade. “A verdade é que muitas vezes nem eles mesmos sabiam qual era a história que queriam contar; encontravam-na à medida que iam falando”, explica.

Nenhum dos entrevistados mostra seu rosto nem dá seu nome, mas revela sua idade. “Quase desisti enquanto buscava um padre que aceitasse falar e posar nu, mas no fim encontrei”, conta a fotógrafa. O religioso, de 39 anos, confessou a ela: “Tenho dúvidas sobre se é necessário esperar até o casamento para fazer sexo. Há uma mistura de estranhamento, decepção e vergonha quando uma pessoa começa a fazer sexo com seu parceiro depois de respeitar essa norma”.

Tendo em mente que o sexo e a relação com o próprio corpo são dois assuntos inevitáveis em relação a estes retratos, a autora percebe diferenças entre as gerações neste conjunto de depoimentos. “Os mais jovens cresceram com a pornografia na Internet, mas os mais velhos se dizem felizes por não ter vivido isso na juventude, apesar de agora consumirem esse tipo de material. Um rapaz de 20 anos chegou a me contar que teve que parar de assistir porque tinha perdido a capacidade de atingir o orgasmo quando transava com uma mulher”, comenta.

Alguns dos homens descrevem situações como a demissexualidade (quando só sentem desejo se tiverem uma conexão emocional com a outra pessoa), provavelmente sem saber que a situação tem um nome. Com seus depoimentos, questiona-se a pré-concepção relacionada com o masculino e o desejo sexual irracional.

Em um momento em que os papeis de gênero começam a se confundir, Dodsworth acredita ser importante que estes 100 homens tenham respondido a perguntas feitas sob uma perspectiva feminina. Era seu desafio depois de ter publicado, em 2014, um livro semelhante, no qual o fio condutor eram as mulheres e o retrato recorrente era de seus seios nus.

Nenhum dos dois livros de Dodsworth pretende impor dogmas de gênero. Ela convida cada leitor a tirar suas próprias conclusões a partir dos depoimentos, apesar de ter sua própria interpretação: “O feminismo ajudou as mulheres a redefinir a feminilidade em seus próprios termos e a se libertar de certos estereótipos. Aprendi que os homens são encantadores, mas continuam brigando entre si. O caminho até a igualdade é longo”. (*texto de Héctor LLanos Martínez) 

 leia também
Quinta, 14 de dezembro de 2017
13:22
Chapeu PIS/ Pasep
Governo libera hoje abono salarial de 2016 para nascidos em dezembro
O Ministério do Trabalho liberou hoje (14) o pagamento do abono salarial do PIS/ Pasep ano-base 2016 para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos no mês de dezembro.
13:05
Chapeu economia
Fazenda eleva projeção de crescimento da economia para 3% em 2018
O Ministério da Fazenda aumentou a projeção para o crescimento da economia para este ano e o próximo.
Quarta, 13 de dezembro de 2017
15:29
Chapeu Economia
Empresas devedoras do FGTS já podem parcelar débitos
Empresas devedoras do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão parcelar débitos rescisórios.
Terça, 12 de dezembro de 2017
14:41
Chapeu política
CPMI da JBS: relatório pede indiciamento de Janot, irmãos Batista e mais três
Se aprovado na Comissão, o relatório é enviado como um documento de sugestões para os órgãos competentes.
14:37
Chapeu política
Temer diz que país vive momento reformista
O presidente Michel Temer disse hoje (12) na cerimônia de posse da diretoria da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) que o Brasil vive um "momento reformista" e citou a reforma da Previdência.
14:35
Chapeu Economia
Acordo sobre planos econômicos será divulgado hoje
O acordo entre representantes de bancos e associações de defesa do consumidor sobre o ressarcimento de perdas de planos econômicos foi concluído.
Segunda, 11 de dezembro de 2017
22:34
Chapeu Reforma da previdência
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles.
22:29
Chapeu Economia
Número de devedores fica estável em novembro, mas volume de dívidas cai
O número de devedores no Brasil ficou estável em novembro em relação a outubro, com uma variação de 0,15%.
17:19
Chapeu Economia
Economia mundial teve em 2017 maior crescimento em seis anos, diz ONU
Um relatório das Nações Unidas lançado esta segunda-feira (11), em Nova Iorque, indica que este ano a economia mundial ganhou força.
17:16
Chapeu Operação Baixo Augusta
Esquema descoberto pela PF liberou R$ 2 bi em créditos tributários para JBS
A ação resultou de trabalho conjunto da Polícia Federal (PF), do Ministério Público e da Receita.

+ ver todas as matérias
Eparre

 Mutirão Fiscal


A iniciativa é uma ação conjunta do Executivo e do Judiciário com a finalidade de facilitar a vida dos contribuintes e, concomitantemente, trazer à Receita do Estado valores que enfrentariam longas discussões no âmbito jurídico. Ganha-se tempo, condições de negociação com redução de multas e, sobretudo, permite às empresas colocarem-se em dia com o fisco e levarem adiante os próprios negócios.

 Tributos em negociação


Impostos da alçada estadual que vão do IPVA ao ICMS poderão ser renegociados em condições que o contribuinte possa honrar os compromissos fiscais. Alívio para todos: o contribuinte que obtem facilidades para se ver em dia com as obrigações fiscais, redução no número de processos e ingresso de recursos na Conta Única. A expectativa é de que R$ 100 milhões ingressem no caixa de um total de R$ 400 milhões de negociações que se vai buscar atingir.

 MM e a mosca azul


Soube que haviam recomendado a MM que usasse mosquiteiro. Em alguma circunstância o ex-prefeito de Cuiabá, por certo, se expôs desnecessariamente e acabou picado pela "mosca azul". E, como se sabe, quem é picado pela mosca azul ingressa num período de onipotencia e autossuficiencia indescritíveis. Olhos injetados pelos efeitos da picada, busca o poder com um forte ímpeto de realização pessoal imaginando atender ao coletivo.

 Consentimento familiar


Tudo indica, ainda, que o consentimento familiar abriu as comportas de uma torrente de votos - imaginários ou possíveis - capaz de assentá-lo na cadeira desejada. Bem. A essa altura é bom lembrar que haverá disputa e que, por certo, MM não terá facilidades embora o recall de sua passagem pela Prefeitura confrontado à ineficácia da gestão do atual prefeito faz com que ele seja o melhor.

 Senado é pouco


MM não se ajusta ao perfil legislativo por ser oriundo do meio empresarial, ou seja, um "fazejador". Foi aliado do atual governador e parecia disposto a compor uma chapa forte para as próximas eleições. Como se percebe o denominado "grupo empresarial" seguirá caminho próprio, pois, Maggi, atual ministro da Agricultura, prefere marchar em nova companhia. Ao menos é o que sopram aqui e acolá.

Eparre

Sexta, 08 de dezembro de 2017
Roberto Alves
Alguém acredita que a reforma da previdência sai em 2017?

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Ubiraci Carvalho
Caramba! Que rolo togado esses tais grampos. É um envolvendo o outro e outro envolvendo o um e mais um. VOte.

Sexta, 04 de agosto de 2017
K.W
Por mais que o povão gosta da desgraça alheia é bom ficar claro que prisão não é sala de suplício. Ou precisa desenhar?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 natureza
O que acontece se uma pessoa cair em um Vulcão Ativo!?!
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados