Cuiabá (MT), sexta, 28 de julho de 2017
Turma do Epa
Segunda, 17 de julho de 2017, 10h29
Chapeu política

Ministro da Agricultura vai a Washington tentar retomar exportação de carne

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi viajou para os Estados Unidos.
Agência Brasil  / Cuiabá-MT

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi viajou para os Estados Unidos. Ele tem um almoço de trabalho agendado hoje (17) com o secretário de Agricultura do governo norte-americano, Sonny Perdue, em Washington, quando será discutida a retomada de exportações de carne para os Estados Unidos.

O ministro viaja acompanhado do secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Odilson Silva. A agenda da comitiva inclui, ainda na segunda-feira pela manhã, reunião com o embaixador do Brasil em Washington, Sérgio Amaral, e o adido agrícola do Brasil nos Estados Unidos, Luiz Claudio de Caruso e Santana.

Na terça-feira pela manhã, o ministro reúne-se com o Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos, antes de embarcar de volta ao Brasil no fim da tarde. A chegada a Brasília está prevista para quarta-feira (19) pela manhã.

A visita ocorre após a suspensão, no fim de junho, de todas as importações de carne fresca do Brasil, devido a preocupações recorrentes sobre a segurança dos produtos destinados ao mercado dos Estados Unidos.

Foram 17 anos de negociações para que o Brasil conseguisse exportar carne fresca para os Estados Unidos, o que se concretizou em setembro do ano passado. No total, 15 plantas frigoríficas exportavam carne in natura para os Estados Unidos e acumularam, de janeiro a maio, US$ 49 milhões com esse comércio.

Vacinação contra a febre aftosa

Para o ministério, os problemas comunicados pelo governo norte-americano são decorrentes da vacinação contra a febre aftosa, o que poderia causar inflamações. A aparência fica comprometida, segundo o ministério, mas o produto não oferece nenhum risco à saúde.

O Brasil exporta para os Estados Unidos a parte dianteira inteira do boi, local onde o gado recebe a vacina contra a febre aftosa. Mesmo que não esteja aparente, alguma inflamação pode ser detectada quando a peça é cortada.

Para solucionar a questão, o Ministério da Agricultura determinou que os frigoríficos brasileiros passassem a exportar para os Estados Unidos carnes in natura de cortes dianteiros apenas na forma de recortes, cubos, iscas ou tiras, o que permitiria a retirada dessas partes.

Seis entidades do agronegócio propuseram outra solução: pediram ao governo federal, nesta semana, uma mudança na composição da vacina contra febre aftosa aplicada em todo rebanho bovino. A alteração seria necessária para evitar esses abscessos. O ministério já havia anunciado que investigaria os lotes de vacinas contra febre aftosa aplicadas nos animais.


 leia também
Quinta, 27 de julho de 2017
11:06
Chapeu GRAMPOS
Prisões Federais: exagero ou ilegalidade?
Reserva de 8 vagas para militares é arbitrariedade evidente.
09:42
Chapeu BALANÇO
57 ocorrências de incêndios florestais em MT
A parceria com as prefeituras na implantação de 11 brigadas mistas tem sido fundamental para oferecer respostas rápidas à sociedade
09:39
Chapeu MITO OU VERDADE
Gordura pode voltar após uma lipo?
O cirurgião plástico Benedito Figueiredo Junior discorre sobre essa pergunta constante em artigo
09:32
Chapeu CHAPADA DOS GUIMARÃES
32º Festival de Inverno começa na 6ª
Shows nacionais, regionais e grande programação vão acontecer entre 28 de julho e 6 de agosto
Quarta, 26 de julho de 2017
10:12
Chapeu SESSÃO GRÁTIS
No Arsenal, "Uma viagem extraordinária"
Filme, com classificação para maiores de dez anos, será exibido às 17h30 no próximo sábado (29)
09:23
Chapeu EM CENA
"Geni", a versão cuiabana da criação de Chico Buarque
Em cartaz no sábado (29), no Cine Teatro Cuiabá, a peça tem direção de André D´Lucca, que também atua
09:21
Chapeu GRAMPOLANDIA
Um grampo nos grampos
Investigações sobre interceptações têm um só alvo
Terça, 25 de julho de 2017
12:37
Chapeu DECÊNCIA
Prisões cautelares e civilidade
Seria bom todo o Sistema Prisional ter prisões de qualidade
09:14
Chapeu FESTIVAL INTERNACIONAL
Flor Ribeirinha viaja para a Turquia
Grupo mato-grossense, que atua na cultura popular, foi convidado a participar de um dos maiores eventos mundiais de folclore
08:54
Chapeu HIV
Injeção mensal, em vez de comprimidos diários
Estudo de cientista norte-americano foi divulgado na nona edição da Conferência de Investigação sobre o HIV

+ ver todas as matérias
Eparre

 Grampos e subprodutos do poder

A substrato da "Grampolândia Pantaneira" é uma disputa de poder. Houve, de fato, pedidos de interceptação telefônica que transpuseram o Ministério Público e terminaram acatados por juízes que foram induzidos a erros nas respectivas decisões. Só não se tem notícia de qualquer gravação.

 "Pero las hay, las hay"

Transcrições, resultados de gravações, clandestinas ou não, deveriam ter sido encontrados. Não foram. Equipamentos deveriam ser periciados, pois, há softwares capazes de recuperar dados insertos nas memórias de computador. Por certo esse trabalho será feito. As gravações são como as bruxas e o adágio espanhol: "Jo no lo creo em las brujas, pero las hay, las hay".

 "Na briga do mar com rochedo quem apanha é marisco"

Esse é o ditado popular mais aplicável ao que vem acontecendo. Dizem que as escutas clandestinas começaram em 2014. Ora, Pedro Taques tomou posse em 1º de janeiro de 2015?. Se existiram "ordens" a comandos policiais, é evidente que tais comandos ainda não estavam subordinados ao governador eleito. Silval Barbosa tinha candidato. Se havia escuta clandestina com objetivo eleitoral o benefício, certamente, seria para o candidato dele. Se alguém tinha legitimidade para emitir ordens - ordens ilegais não se cumprem - seria, por óbvio, o governador no exercício da função.

 Obras em Sorriso


O governador Pedro Taques inaugura hoje, na cidade de Sorriso, uma rotatória na rodovia estadual MT 242. Para completar a agenda, também participa da inauguração da nova sede do Senai.

 Bola pra frente

Problemas existem em todo o tempo e lugar. Então, como a coluna hoje tem alguns adágios bastante conhecidos lá vai mais um: "Cada um com seus problemas", pois, no Brasil de hoje há especialistas capazes de cria-los onde não existe.

Eparre

Quinta, 13 de julho de 2017
Cadú
Quando o Lula vai ser preso hein?

Segunda, 03 de julho de 2017
Túlio
E agora foi o Geddel! Eita povinho carne de pescoço.

Quarta, 14 de junho de 2017
Lucio Ferreira
Será que o Zé do Pátio abilolou? O que está em dia mesmo seu Pátio?

Segunda, 12 de junho de 2017
Adailton Fernandes
O redator parece que acompanhou a sessão do TSE. Um resumo claro, demonstrando o trabalho que teve para decifrar os termos jurídicos. Essa ação vai dar o que falar. EPA MEU!

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 INFORME PUBLICITÁRIO
MT em Ação Caravana em Alta Floresta
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados