Cuiabá (MT), sexta, 28 de abril de 2017
Eparre
Quarta, 26 de abril de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Disfarce técnico

O conselheiro Antonio Joaquim conseguiu dar um bom disfarce técnico ao posicionamento que vem adotando no embate que trava com o Executivo para vasculhar a vida de empresas ligadas ao agronegócio, as grandes exportadoras do Estado e beneficiadas pela Lei Kandir que as livra de pagarem ICMS.


Ico_twitter  Ico_facebook

Sigilos Fiscais

Os auditores fiscais e os técnicos foram louvados pela certeza de que guardarão os sigilos fiscais das empresas que vierem a ser, concomitantemente, fiscalizadas por quem tem atribuição expressa para esmiuçar CNPJs e CPFs e outros cujo trabalho deve se centrar na avaliação das metodologias empregadas e no seu resultado efetivo. Quem precisa esmiuçar as contas são os bem pagos fiscais do Estado.


Ico_twitter  Ico_facebook

Transferencia de sigilo

Turma do Epa não exerce nenhuma atividade tributária a não ser os estipêndios que paga a duras penas para o Fisco. Não vai entrar numa discussão que será decidida mais à frente pela Justiça, pois, ultimamente, virou moda tudo acabar no Judiciário.


Ico_twitter  Ico_facebook

Pendengas úteis e outras fúteis

Só se vai saber se a pendenga judicial entre o TCE e o Governador é útil daqui a tempo suficiente para que este fato fique no passado quando será quinquilharia política ultrapassada. Por ora, ante a eleição que se avizinha, é hora de reforçar o bodoque para apedrejar as vidraças alheias. E, convenientemente, esquecer das próprias.


Ico_twitter  Ico_facebook

Competencia técnica

Não se discute a competência técnica dos bons quadros concursados do Tribunal de Contas do Estado e de abnegados que frequentam a Casa por expressa disposição constitucional que salvaguardou os respectivos empregos. O escrutínio dos CNPJs não parecem adequados ao teste de metodologias destinadas a apurando conjuntos ou subconjuntos de contribuintes enfeixados num mesmo CNAE. E isso nada tem a ver com competencia técnica, mas, com método.


Ico_twitter  Ico_facebook

Sonegação de grandes produtores

Que volta e meia se encontram grandes sonegadores entre os, também, grandes exportadoras, não é novidade. Os quadros técnicos da Secretaria de Fazenda e as instâncias administrativas e jurídicas que têm espaço reservado na SEfaz fazem um bom trabalho e a superposição de tarefas com o órgão de controle externo afigura-se mais como interesse político oportuno.


Ico_twitter  Ico_facebook

Atribuições

Só agora foram descobertas, entre as atribuições do Tribunal de Contas, a capacidade de fiscalizar tanto as despesas quanto as receitas. A descoberta tardia do poder sobre as receitas atende ao quadro eleitoral que se avizinha já que esta competencia poderia ter sido invocada há muito tempo. Agora cheira mais à necessidade de se ocupar algum protagonismo político e se marcar posição. Nada mais.


Segunda, 24 de abril de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Taquaruçu do Norte - "em elaboração"

A GNews já encomendou imagens suficientes para começar a elaboração de um documentário sobre o massacre de "Taquaruçu do Norte" tamanha a crueldade e quantidade de mortes precedidas por tortura e barbárie capazes de impressionar até peritos da Polícia Técnica. As cenas não foram mostradas pelas TVs embora os repórteres tratassem de explicar porque razões não o faziam.


Ico_twitter  Ico_facebook

"Sem imagens"

Os corpos cortados a golpes de facão não foram filmados para que a dramaticidade das cenas não chocassem ainda mais. Tudo bem. Pode até ser. Certamente os peritos tiveram o cuidado de fazer as fotos para instruir os respectivos laudos e é possível que, mais à frente, à GNEWs tenha o material de que precisa.


Ico_twitter  Ico_facebook

Abalo na imagem

Diferentemente das cenas colhidas em Eldorado dos Carajás onde havia uma equipe da TV Liberal fazendo a cobertura, o "massacre de Taquaruçu do Norte", pelas dificuldades de acesso ao local e o terreno adverso devem ter dificultado as reportagens que se distanciaram da rudeza das manchetes.


Ico_twitter  Ico_facebook

As "confissões de Silval"

A renúncia dos advogados de Silval depois da expressa negativa de que ele está preparando a "delação premiada" é sintomática de que a "delação de fato existe" e responde pelo eufemismo de "confissão" dos próprios erros.


Ico_twitter  Ico_facebook

Barbas de molho

Muita gente está com as barbas de molho imaginando formas de se livrar do que se prenuncia com uma delação do ex-governador que não quer pagar a conta sozinho já que muita gente lucrou com o seu governo. Diante da Lava Jato será um caso periférico de corrupção cuja centralidade ficará limitada ao Estado. Difícil concorrer com o que aconteceu no Rio de Janeiro, para ficar num exemplo.


Quinta, 20 de abril de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Tonitruante

O deputado Oscar Bezerra (PSB), fiel ao seu estilo pendular, defende com unhas e dentes um relatório que ninguém quer modificar. Fica a pergunta: contra o que ou quem o deputado está brigando? Terá encontrado alguns incômodos moinhos de vento?


Ico_twitter  Ico_facebook

Jajah e a oportunidade

Jajah reclamou de ficar pra depois. Disse que não foi comunicado antes de que precisaria deixar a suplencia para que Wilson Santos retomasse o mandato ainda que temporariamente. Perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado.


Ico_twitter  Ico_facebook

VLT desejo e solução

Pedro Taques entende a alma cuiabana e sabe que os trilhos do trem já permeiam o inconsciente coletivo do cuiabano. Foram anos ouvindo falar na ferrovia e, enquanto esta não vem, o sonho se fixa, agora, no Veículo Leve sobre Trilhos, uma obra para ser retomada dentro do possível.




« anterior    |    1 - 2 - 3 - 4 - 5    |    próxima »
Eparre

Quinta, 27 de abril de 2017
Zeferino Arruda
Eu não gostaria que meus dados fossem compartilhados com ninguém. Já pago impostos demais pra ficarem vasculhando minha vida. O TCE precisa é escolher melhor seus conselheiros.

Quinta, 27 de abril de 2017
Jocimar Arantes
Vcs publicam um comentário? O que o Taques quer? Reeleição. O que o Antonio Joaquim quer? Ser governador. Os dois precisam combinar com o povo.

Quarta, 26 de abril de 2017
Lourival Ferreira
Ainda estamos no século XIX em matéria de colonização. Quem tem mais pólvora no bacamarte é quem vira dono. Ou quem mata mais índios.

Segunda, 22 de agosto de 2016
Lucio Ferreira
O KW exagerou na caipirinha assistindo a jogo de voley. Só pode.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 INFORME PUBLICITÁRIO
Mato Grosso Mais - Governo do Estado presta homenagens aos 298 anos de Cuiaba
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados