Cuiabá (MT), domingo, 22 de abril de 2018
Eparre
Terça, 20 de março de 2018
Ico_twitter  Ico_facebook

Multiplicação de eventos

A multiplicação de eventos esportivos vem popularizando a prática esportiva por pessoas de todas as idades e isso, sob certos aspectos, é bom. Quem pratica alguma forma de exercício regularmente colhe benefícios ao melhorar a própria qualidade de vida. É indispensável, contudo, praticar exercícios sob supervisão técnica afastados riscos de agravamento de doenças pré-existentes.


Ico_twitter  Ico_facebook

Repaginação de Várzea Grande

Várzea Grande vem passando por uma "repaginação". Óbvio que a fase cosmética melhora a aparência da cidade que estava tão abandonada que qualquer esforço parece uma grande gestão. Isso não desmerece o trabalho da dupla Lucimar e Jay(i)me Campos, com o segundo se desincompatibilizando do cargo de Secretário de Assuntos Estratégicos.


Ico_twitter  Ico_facebook

Linguagem subjetiva

Para quem conhece o ex-governador e ex-senador Jay(i)me Campos esse gesto tem significado: disposição para enfrentar a disputa política que se avizinha e, de preferência como foi ao longo de sua vida pública, um cargo majoritário. Qual será é algo a se ver no futuro.


Ico_twitter  Ico_facebook

Grampolândia Pantaneira

A expressão cunhada pelo desembargador Orlando Perri enquanto esteve conduzindo as investigações do "escândalo dos grampos", nome original, aproxima-se da fase de conclusiva em relação a testemunhas de defesa e acusação. A delegada Alana Cardoso dará explicações sobre a "Operação Forti" quando pediu a quebra de sigilo telefônico de Tatiana Sangali (ex-amante de Paulo Taques, também ex-secretário da Casa Civil e Caroline Mariano, funcionária da pasta). Havia a suspeita de que um possível atentado contra o governador pudesse ser perpetrado por João Arcanjo Ribeiro, o que, de forma preventiva, impôs uma ação prévia para avaliação da consistência de indícios e possíveis desdobramentos.


Segunda, 19 de março de 2018
Ico_twitter  Ico_facebook

Salmo 91

Taques - que ainda não disse sim à recandidatura - encontra-se tomado por um profundo sentimento religioso e parece que andou se atualizando em matéria de conhecimentos bíblicos. Recomenda aos que o criticam a leitura do Salmo 91. "Aquele que habita..."


Ico_twitter  Ico_facebook

Desfazimento de ódios

O governador recomenda a Julio Campos, áspero em suas críticas, que retire o ódio do coração e isso serve para qualquer ocasião. Taques, por seu turno, ao ser chamado de "troço" e alguém que não aceita conselhos, sapecou o salmo sem dizer quantos e quais dos 10.000 cairão à direita embora não se espere que ele vá disputar com tantos.


Ico_twitter  Ico_facebook

Vinda de "Botafogo"

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, apenas para refrescar a memória, frequentou a célebre planilha da Odebrecht, na Operação Lava-Jato, com a alcunha de "Botafogo" e, por enquanto, nada de mal lhe sucedeu. Isso só reforça a percepção de que a dita Operação, tão decantada pela imprensa, pauta dominante dos últimos 4 anos, tem apenas um propósito: dizimar o PT.


Ico_twitter  Ico_facebook

"Lei para todos?"

Serve, realmente, apenas como título de filme e não para as ações do Judiciário, em particular para a República de Curitiba, sob o sopro divino ou divinizador de Deltan Dallagnol e sua troupe. O procurador criou a "teoria argumentativa", em substituição a provas, e transformou juízos de condenação em simples "convicções". Em outras palavras, condenar ou absolver é apenas uma questão de fé.


Ico_twitter  Ico_facebook

Cópias

E o lavajatismo, com o apoio da mídia, recebeu adesões em vários Estados. O que não faltam, em quaisquer circunstâncias, são as tais "doações declaradas à Justiça Eleitoral", transformadas em "propina". Bem verdade que a tal propina existe, mas, em contrapartida, doações retiradas do BDI de empreiteiras também. Ninguém, no entanto, inserto na engrenagem punitiva, está preocupado em separar o que é legal do que é corrupção. Se for doação ao PT, independente do que possa ser, será sempre corrupção. E assim, la nave va. Um dia o país pagará por essa aventura jurídica irresponsável.


Sexta, 16 de março de 2018
Ico_twitter  Ico_facebook

Luciane Bezerra

A prefeita de Juara está em apuros. Licitações viciadas, rombo de quase R$ 1 milhão só na coleta de lixo, decretação de estado de calamidade para frustrar certames licitatórios e quejandos, completam uma administração desastrosa e perdulária. Vai dar pano pra manga.


Ico_twitter  Ico_facebook

Bereré

Júlio Campos promete requerer "direitos autorais" sobre a expressão: "bereré" e diz que nunca foi processado por corrupção e teve todas as suas contas aprovadas em todas as ocasiões em que ocupou cargo executivo.


Ico_twitter  Ico_facebook

Escorregão

Enquanto reivindicava perante jornalistas sapecou: "antes se roubava muito menos do que agora. Todo dinheiro que entra parece pouco". E sem acusações ao governador exceto que é um "troço" e um "fenômeno estranho". Difícil interpretar e, mais difícil ainda, acreditar num divórcio do DEM com o poder. Esta é uma ruptura impensável.


Ico_twitter  Ico_facebook

Avanços e recuos no Detran

A delação de Doia ainda está a produzir muitos inquéritos e investigações. Uma fieira de deputados envolvidos. A avaliação, no entanto, é que falta funcionalidade ao Detran. Para quem diz que só se fazem críticas aqui vai uma sugestão: é melhor tratar o Detran como executor de uma política de trânsito para que a vida urbana e nas estradas seja menos aflitiva do que ser mero instrumento arrecadador.


Terça, 13 de março de 2018
Ico_twitter  Ico_facebook

Na "cangica"

Há um bairro na capital com o nome de "Cangica". Era um favelão, próximo à futura Avenida Rubens de Mendonça. Isso lá pela década de 80. Era um poço de problemas que elegeu, primeiro, o vereador João Torres. Deu munição para que ele chegasse a deputado estadual. Quando teve o "poder" nas mãos, o ex-deputado, hoje afastado da política, se enrolou com o poder.


Ico_twitter  Ico_facebook

Leilão na Câmara dos Deputados

Quem observa o leilão de mandatos na Câmara dos Deputados Federais pode ficar chocado. Na época, até bem pouco tempo atrás, candidatos ao senado lançavam candidatos a deputado federal que, por sua vez, lançavam candidatos a deputado estadual. Tudo patrocinado, claro, pela equipe de arrecadação do candidato a governador que, em última instância, era o serviçal de plantão da ditadura. Todo mundo recebia. Caixa 2 e outros dinheiros. Davam-se telhas, tijolos, passagens, consultas médicas, jogos de camisa de futebol. Era uma grande farra.




« anterior    |    1 - 2 - 3 - 4 - 5    |    próxima »
Eparre

Sexta, 16 de fevereiro de 2018
K.W.
Estranha a edição. Essas agressões na Fecomercio não são gratuitas. Há muita sede de poder. Só pode.

Sexta, 15 de dezembro de 2017
Juvenal
Respondendo ao amigo.
Ficou para depois do carnaval..
Vai Brasillll!!!

Sexta, 08 de dezembro de 2017
Roberto Alves
Alguém acredita que a reforma da previdência sai em 2017?

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 HUMOR
Red Bull te dá asas! E não é que ele levou a sério.
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados