Cuiabá (MT), terça, 17 de outubro de 2017
Eparre
Quinta, 05 de outubro de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Sem concessões nos Quarteis

Uma apuração sumária e a decisão rápida caracterizaram a exoneração do comandante do 3º BPM, responsável pela custódia do coronel Evandro Lesco. O Comandante da PM, com o gesto, deixou claro que não vai consentir iniciativas que possam sugerir qualquer tipo de leniência com os militares sob prisão cautelar.


Ico_twitter  Ico_facebook

Sem o MPE

Ao que parece, embora sob o desconforto do Ministério Público, o desembargador Orlando Perri tem decretado prisões e conduzido as investigações sem manifestações ministeriais. Tem dito, no entanto, que o órgão irá atuar no momento devido.


Ico_twitter  Ico_facebook

Buscando dinheiro

Pedro Taques foi a Brasília com um propósito clarificado perante a mídia: buscar dinheiro, principalmente os decorrentes da aplicação da Lei Kandir. O governador emendou ao dizer que Mato Grosso deu uma grande contribuição para a balança comercial do país. Agora está na hora do Estado receber de volta parte desse esforço.


Ico_twitter  Ico_facebook

Fazendo a parte que lhe cabe

O governador prefere ir à busca de recursos sem intermediários embora contando com o apoio da bancada do Estado. E o momento, como se sabe, pelas circunstancias que envolvem o presidente da República, é próprio para esse tipo de reivindicação.


Terça, 03 de outubro de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Baixando a temperatura

A chuvinha de ontem e céu encoberto de hoje amenizaram o calor dos últimos dias. Logo cedo, alguns receosos do tempo, trataram de sair agasalhados e com guarda-chuvas para não serem pegos de surpresa ao longo do dia. Ufa!


Ico_twitter  Ico_facebook

Água na fervura

Os Poderes constituídos precisam, mesmo, de um tempo chuvoso capaz de botar "água na fervura". É o Senado Federal, prometendo um entrevero com uma turma do Supremo Tribunal Federal e os atritos da "Grampolândia Pantaneira" que, parece, tomaram rumo do Superior Tribunal de Justiça.


Ico_twitter  Ico_facebook

Saturação "lavajatista"

Há uma evidente saturação com a pauta monotemática da Lava Jato. É evidente que os males do Brasil não vão ser resolvidos a golpes de "lavajatismo". Há um evidente exagero nas ações repressivas e um excesso punitivo que acertaram em cheio o Art. 5º da CF/88, principalmente no que se refere às garantias individuais.


Ico_twitter  Ico_facebook

Facão na Câmara

O "passaralho" - instituído pelo humor da mídia carioca - parece ter chegado à Câmara Municipal de Cuiabá, mais conhecida por "Casa dos Horrores". Desta vez o passaralho chegou ao PSC e a uma suposta lista de candidatos, ou melhor, candidatas - exagero à parte - que não tiveram o próprio voto nas eleições.


Ico_twitter  Ico_facebook

Usando luvas?

A mídia nativa está assanhada para saber se o ex-governador Julio Campos já está usando luvas. Tudo porque ele disse: "quero que minha mão seque se peguei naquele dinheiro" (os R$ 4 milhões, supostamente repassados ao DEM, constantes da delação de Silval Barbosa).


Ico_twitter  Ico_facebook

Olho aberto

Olho aberto também com os assessores do ex-governador. Já se diz que ele, de fato, não deve ter posto a mão no dinheiro, mas - haja maldade - vai que algum de seus assessores tenha posto?


Quarta, 27 de setembro de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Prisão estranha

Para ficar no mínimo, bem estranha a prisão da personal trainer, Helen Lesco, esposa do ex-chefe da Casa Militar, coronel Evandro Lesco, arrolada no bojo das investigações e prisões cautelares deferidas no inquérito da "Grampolândia Pantaneira".


Ico_twitter  Ico_facebook

Prisão estranhíssima

Depois de medidas cautelares substitutivas da prisão preventiva, submete-se o ex-secretário de Segurança Pública, delegado Rogers Jarbas, a um decreto de prisão cautelar que causa espanto geral. Como o inquérito tramita em segredo de Justiça, as mais variadas versões transcorrem a sugerir que a contenção do ex-secretário se fundamente em motivos plausíveis, mas, por sua vez, também figadais.


Ico_twitter  Ico_facebook

Tinta ou bílis

De forma geral, quem se interessa pela "Grampolândia Pantaneira" confia na condução do desembargador Orlando Perri e valoriza as iniciativas que vem tomando para esclarecer o episódio das escutas clandestinas. Há, porém, quem assegure que os despachos do desembargador são lavrados a uma mistura intragável de tinta e bílis.


Ico_twitter  Ico_facebook

PEC do Teto e aflições

Os servidores públicos ocupam as galerias do Plenário da Assembleia Legislativa com um misto de esperanças e aflições. Boa parte está preocupada com a possibilidade de achatamento dos salários, mas, por outro lado, há quem se contente, nestes tempos difíceis, com a previsão de reajustes anuais pela inflação capazes de preservar o poder de compra dos salários.


Ico_twitter  Ico_facebook

MT precisa liberar R$ 1,5 bi

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), tem sido enfático em relação à Emenda Constitucional que prevê, pelo reajuste aos termos da recuperação fiscal aprovada no âmbito federal, a possibilidade de incorporar, anualmente, R$ 1,5 bilhão ao OGA (Orçamento Geral Anual) proporcionado perspectivas de investimento que façam a crise econômica passar ao largo de Mato Grosso.




« anterior    |    1 - 2 - 3 - 4 - 5    |    próxima »
Eparre

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Ubiraci Carvalho
Caramba! Que rolo togado esses tais grampos. É um envolvendo o outro e outro envolvendo o um e mais um. VOte.

Sexta, 04 de agosto de 2017
K.W
Por mais que o povão gosta da desgraça alheia é bom ficar claro que prisão não é sala de suplício. Ou precisa desenhar?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Odacil Ferreira
Gosto da informação apurada como estas que vcs publicam. E a seriedade com que tratam o assunto. As posições onde vcs se expressam através da coluna são absolutamente corretas. Querem fazer os militares bodes expiatórios e passarem por cima das leis. Onde já se viu querer mandar um coronel ex-comandante da PM, um ex-chefe da Casa Militar para um Presídio de segurança máxima? Regime Diferenciado é para cumprimento de pena ou excepecionalíssimo e não para servir a mesquinharias e a jogo de vaidades.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 HUMOR
Profissional do sexo aprontando com pedestres em pegadinha engraçada
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados