Cuiabá (MT), sexta, 18 de agosto de 2017
Eparre
Terça, 01 de agosto de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Disciplina e visitação

Boa parte dos oficiais investigados chegaram a postos exponenciais na Polícia Militar mercê da carreira proficiente de cada um. Se houve desvios há a punição prevista nos termos da lei, com os procedimentos determinados para afastar patentes e cumprir as penas.


Ico_twitter  Ico_facebook

Direito a recursos e punições proporcionais

Os militares, mesmo se forem apenados, têm direito a todos os recursos previstos e, também, até o trânsito final em julgado à "presunção de inocência". É uma garantia constitucional de qualquer cidadão. O que se assiste, infelizmente, hoje, no Brasil, é uma certa prestidigitação punitiva que virou de cabeça pra baixo a jurisprudência construída nos últimos 30 anos em matéria penal. E a mídia, por sua vez, tem contribuído para a sanha punitiva ao prover a horda com as condenações de todos os naipes e mais aflitivas possíveis.


Ico_twitter  Ico_facebook

Déficit civilizatório

Os operadores do Direito, em todos os níveis, não podem contribuir para que se instaure um déficit civilizatório no país. Dizem que os presídios são as "Universidades do crime" porque se transformaram em simples depósitos de lixo humano que a própria sociedade deseja higienizar como se afastando do olhar o problema deixasse de existir.


Segunda, 31 de julho de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Perdas

Aldemar Araujo Guirra, delegado e ex-secretário de Segurança Pública do Estado, faleceu ontem em Barra do Garças. Foi o condutor de investigações sobre o assassinato de garimpeiros na região de Apiacás, no nortão do Estado, constatando o envolvimento de policiais de um Destacamento da PM na cidade. Era uma liderança de valor reconhecido chegando a presidir a Câmara de Vereadores de Barra do Garças, no vale do Araguaia. Amador TUT Gonçalves, também pioneiro na implantação de empresa de transportes de passageiros interligando diversos municípios do Estado, deputado estadual de uma franqueza que beirava o humor por suas construções linguísticas no uso da tribuna, mas, nem por isso menos respeitado, também faleceu no domingo.


Ico_twitter  Ico_facebook

Ponte liga Cocalinho a Aruanã na maior ponte do Estado

Marconi Perillo e Pedro Taques inaguraram, no sábado, depois de 18 anos, a ponte ligando Cocalinho a Aruanã, cidade goiana no Vale do Araguaia. A concepção do projeto e as primeiras iniciativas para a construção da ponte começaram ainda na gestão Dante de Oliveira que foi homenageado prestando denominação à ponte que têm 50 metros de altura para preservar a capacidade de navegação do Rio Araguaia.


Ico_twitter  Ico_facebook

Falta de armazenagem compromete "safrinha"

A produção recorde de milho em Mato Grosso superlota armazéns da Conab e armazéns privados, obrigando produtores a se desfazerem do grão a preços inferiores ao estipulado pela política de preços mínimos do governo federal.


Ico_twitter  Ico_facebook

Subsídios ao frete

Os programas de subsídio ao frete para que o produto chegue a regiões onde há déficit de milho, principalmente o Nordeste, já foram acionados pela Conab cujos leilões conseguiram deságios capazes de assegurar o escoamento da produção ao preço mínimo.


Ico_twitter  Ico_facebook

Amaggi poderia ter 70% do Programa de Escoamento?

Diante da demanda pelo programa de apoio do governo federal que destinou 70% dos recursos à Amaggi há uma pergunta incômoda no ar: como a empresa do Ministro da Agricultura conseguiu se apropriar de 70% da verba destinada ao programa? A Amaggi respondeu que cumpriu todas as regras do edital e que ofereceu os menores deságios pela possibilidade de escoar a produção através de Porto Velho e daí pelo Rio Madeira. Explica. Justifica?


Quinta, 27 de julho de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Grampos e subprodutos do poder

A substrato da "Grampolândia Pantaneira" é uma disputa de poder. Houve, de fato, pedidos de interceptação telefônica que transpuseram o Ministério Público e terminaram acatados por juízes que foram induzidos a erros nas respectivas decisões. Só não se tem notícia de qualquer gravação.


Ico_twitter  Ico_facebook

"Pero las hay, las hay"

Transcrições, resultados de gravações, clandestinas ou não, deveriam ter sido encontrados. Não foram. Equipamentos deveriam ser periciados, pois, há softwares capazes de recuperar dados insertos nas memórias de computador. Por certo esse trabalho será feito. As gravações são como as bruxas e o adágio espanhol: "Jo no lo creo em las brujas, pero las hay, las hay".


Ico_twitter  Ico_facebook

"Na briga do mar com rochedo quem apanha é marisco"

Esse é o ditado popular mais aplicável ao que vem acontecendo. Dizem que as escutas clandestinas começaram em 2014. Ora, Pedro Taques tomou posse em 1º de janeiro de 2015?. Se existiram "ordens" a comandos policiais, é evidente que tais comandos ainda não estavam subordinados ao governador eleito. Silval Barbosa tinha candidato. Se havia escuta clandestina com objetivo eleitoral o benefício, certamente, seria para o candidato dele. Se alguém tinha legitimidade para emitir ordens - ordens ilegais não se cumprem - seria, por óbvio, o governador no exercício da função.


Ico_twitter  Ico_facebook

Obras em Sorriso

O governador Pedro Taques inaugura hoje, na cidade de Sorriso, uma rotatória na rodovia estadual MT 242. Para completar a agenda, também participa da inauguração da nova sede do Senai.


Ico_twitter  Ico_facebook

Bola pra frente

Problemas existem em todo o tempo e lugar. Então, como a coluna hoje tem alguns adágios bastante conhecidos lá vai mais um: "Cada um com seus problemas", pois, no Brasil de hoje há especialistas capazes de cria-los onde não existe.


Quarta, 26 de julho de 2017
Ico_twitter  Ico_facebook

Boa convivência

O prefeito Zé Carlos do Pátio e o governador Pedro Taques dão mostras de boa convivência política demonstrando que, em matéria de interesse público, é possível - e devido, como sustenta o governador - prevalecerem benefícios à sociedade.


Ico_twitter  Ico_facebook

Duplicação da Avenida Rio Branco

O governo do Estado começa a duplicação da avenida Rio Branco, em Rondonópolis, facilitando o acesso à BR-364, com investimentos superiores a R$ 3 milhões de reais. Ao todo, 4 quilômetros de pavimentação asfáltica dando nova fisionomia aos Bairros José Sobrinho, Residencial Geraldini, várias ruas do Bairro Monte Líbano e do Residencial Padre Lothar.




« anterior    |    1 - 2 - 3 - 4 - 5    |    próxima »
Eparre

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Ubiraci Carvalho
Caramba! Que rolo togado esses tais grampos. É um envolvendo o outro e outro envolvendo o um e mais um. VOte.

Sexta, 04 de agosto de 2017
K.W
Por mais que o povão gosta da desgraça alheia é bom ficar claro que prisão não é sala de suplício. Ou precisa desenhar?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Odacil Ferreira
Gosto da informação apurada como estas que vcs publicam. E a seriedade com que tratam o assunto. As posições onde vcs se expressam através da coluna são absolutamente corretas. Querem fazer os militares bodes expiatórios e passarem por cima das leis. Onde já se viu querer mandar um coronel ex-comandante da PM, um ex-chefe da Casa Militar para um Presídio de segurança máxima? Regime Diferenciado é para cumprimento de pena ou excepecionalíssimo e não para servir a mesquinharias e a jogo de vaidades.

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 INFORME PUBLICITÁRIO
MT EM AÇÃO - PROCON
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados