Cuiabá (MT), sexta, 18 de agosto de 2017
Epa do Leitor
Sexta, 08 de julho de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

Edson Luis

Por: Edson Luis
Esse caso da PGE promete. Acho que houve algum engano, mas, empresa de Campo Grande? Vcs estão enganados. É um grande escritório local vinculado a ex-presidente da Ordem.


Quinta, 07 de julho de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

Otacílio Leite

Por: Otacílio Leite
Justo agora que eu ia passar num concurso para a PGE? Vocês foram arrancar a notícia do fundo do baú.


Ico_twitter  Ico_facebook

Fernando Rodrigues

Por: Fernando Rodrigues
É uma pena. Advogado vai trabalhar e neguinho leva a grana. É assim que funciona.


Ico_twitter  Ico_facebook

Lucio Ferreira

Por: Lucio Ferreira
O impeachment é uma vergonha mas já está consolidado. Os caras querem mesmo é assaltar a Viúva. Os déficits que a Dilma não podia contratar para alavancar a economia estão contratados para este e o ano que vem. Uma continha de uns $ 340 bilhões a serem acrescidos à Dívida Interna. O que eles queriam era, mesmo, assaltar os cofres públicos e a Dilma escondia a chave. Se ferrou por isso. O resto é puro jogo de cena.


Ico_twitter  Ico_facebook

K.W.

Por: K.W.
Esse é o epa velho de guerra.


Ico_twitter  Ico_facebook

Jocimar Arantes

Por: Jocimar Arantes
Um análise impecável dos bastidores da sucessão na Assembleia. Típico de quem conhece o assunto. Mas, conhecendo o jornalista como conheço, acho que ele deveria mencionar os detalhes "mais picantes".


Ico_twitter  Ico_facebook

Inconformismo

Por:
A campanha "Tá tendo tansformação" demonstra que o governo saiu da arrumação inicial para movimentar o cenário. Há, de fato, obras em andamento. Apesar disso surgem inconformados que repetem, incansavelmente, que a maior obra da atual gestão foi a prisão do ex-governador com seu mais expressivo "staff".


Segunda, 04 de julho de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

K.W.

Por: K.W.
Putz. O RGA acabou. Tem novidade no Estado?


Terça, 21 de junho de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

dson Luis

Por: dson Luis
Vocês parecem macacas de auditório da Dilma. Ela já era. Só falta o velório.


Ico_twitter  Ico_facebook

K.W.

Por: K.W.
Não tem jeito. Sou obrigado a ler aqui. Gostei da reportagem. Quem não deve gostar é o Taques. Ele não gosta de ouvir verdades. Menos ainda de ler.


Quarta, 30 de março de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

Lucio Ferreira

Por: Lucio Ferreira
Cara, o Temer é traíra na política mas fiel ao bom gosto. Escolheu uma gata e agora camufla. Mesmo assim não apoio o Golpe. Deixa o mordomo de traidor quieto junto com o PMDBosta.


Terça, 29 de março de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

Ubiraci Carvalho

Por: Ubiraci Carvalho
Será que o cara usa uma toga e já se acha dono da verdade? Impeachment sem crime de responsabilidade deve ser chamado pelo verdadeiro nome: GOLPE!


Ico_twitter  Ico_facebook

Tomé Nister

Por: Tomé Nister
Será que o Temer vai conseguir esconder a primeira-dama? KKK!!!


Sexta, 18 de março de 2016
Ico_twitter  Ico_facebook

K.W.

Por: K.W.
É que os políticos engambelam todos. Onde já se viu. Congresso Constituinte? Eu nunca rendi homenagens a essa tal de Constituição Cidadã ainda que tenha evoluído alguma coisa. Mas direitos e garantias individuais estão lá só pra enfeite.


Ico_twitter  Ico_facebook

Carlos Fernandes

Por: Carlos Fernandes
So vcs do EPA pra acreditarem nisso. Acho melhor vcs continuarem detonando a cambada porque a moda agora é jornalista ir preso. Tá?



« anterior    |    3 - 4 - 5 - 6 - 7    |    próxima »
Eparre

 Revisão da lei orçamentária


Caso se queira impedir que as corporações de ofício se apropriem do orçamento público em benefício próprio como tem acontecido, está na hora de rever a ?autarquização? de cada Poder na estipulação dos respectivos orçamentos. A ?farra do boi? dos supersalários precisa ser revista sob pena se ter um ?subsídio? simplesmente figurativo e o grosso das remunerações acontecerem por acréscimos sem quaisquer incidências tributárias como ocorre atualmente.

 Supersalário e vergonha nacional


Quando não é catástrofe, "delação monstruosa" e outros delitos, há o comparecimento regular de Mato Grosso na mídia nacional pelo que acontece de pior em seu território e nas respectivas instituições. O supersalário de juízes é um exemplo que traz uma verdade embutida: o Judiciário nunca respeitou a lei no que se refere a salários. E, com isso, não se deseja que a magistratura seja mal remunerada, apenas, que seja remunerada sem se transformar numa casta.

 Apropriação do Orçamento Público


No princípio - a atribuição do poder de elaborar o próprio orçamento - desejava-se, tão somente, que uma eventual hipertrofia do Executivo não deixasse os demais poderes à míngua. Era um desejo legítimo. Foi conspurcado ao longo de décadas de péssima gestão.

 Expedientes para ampliar benefícios


E o Judiciário age da forma mais desabrida possível quando se trata dos próprios interesses corporativos. Começou pelo nepotismo - nomeação de parentes e apaniguados, agora reduzida apenas a parentes - e estipulação de vantagens que não eram divulgadas ao grande público. A obrigatoriedade da publicação ainda não desvendou a ?caixa preta? mas já permite ao contribuinte escandalizar-se com os supersalários.

 A autarquização e espeto geral


O que se observa é o fenômeno da "autarquização" no que se refere ao poder de estipular o próprio orçamento e pendurar a conta no Executivo. A Defensoria Pública também virou uma "autarquia" que se gerencia. Assim, no caminho do Judiciário, Legislativo, Tribunal de Contas, Defensoria Pública envereda-se para o "espeto geral" no Executivo e, por tabela, diretamente no bolso do contribuinte indefeso e indefensável diante da gula pantagruélica das corporações de ofício.

Vídeos
 INFORME PUBLICITÁRIO
MT EM AÇÃO - PROCON
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados