Cuiabá (MT), sexta, 19 de abril de 2019
Leitura

Juacy da Silva
Quarta, 05 de fevereiro de 2014
Mais vexames políticos
Primeiro é importante que possamos entender o que significa vexame. De acordo com os dicionários da língua portuguesa vexame é sinônimo
Alexandre Aprá
Domingo, 02 de fevereiro de 2014
Agora só falta quererem julgar
Tentar vender a ideia para a população de que só o Ministério Público é impoluto e capaz de combater o crime organizado é praticar desonestidade intelectual
Carlos Montenegro
Terça, 21 de janeiro de 2014
Os sócios e as dívidas fiscais - até onde vai a insegurança jurídica ?
Ser dono do próprio negócio está cada vez mais difícil. Se não bastasse a elevadíssima carga fiscal de nosso país e os riscos inerentes aos próprios empreendimentos...
José Antonio Lemos dos Santos
Terça, 21 de janeiro de 2014
O trimilionésimo passageiro II
Em artigo de outubro de 2013 calculei a chegada do trimilionésimo passageiro anual do Aeroporto Marechal Rondon para o finzinho do ano...
Julio Rodrigues
Sexta, 17 de janeiro de 2014
Novos negócios
Ao longo da minha vida já andei muito de ônibus, especialmente os interestaduais, tempos de estudante, tempos de teatro, tempos atrás.
Juacy da Silva
Quarta, 15 de janeiro de 2014
Renúncia fiscal e a previdência
A Constituição Federal em seu artigo 165 parágrafo sexto determina que o Poder Executivo é obrigado a apresentar
Lorena Lacerda
Quarta, 15 de janeiro de 2014
O crescimento do Coaching no Brasil: uma leitura sistêmica
Não é novidade que o consumo de Coaching vem crescendo ao longo dos anos no Brasil e os números comprovam essa percepção...
José Antonio Lemos dos Santos
Terça, 07 de janeiro de 2014
Uma agenda para 2014
O ambiente de extremo dinamismo e produtividade vivenciado por Mato Grosso e Cuiabá, amplificado pelos investimentos públicos e privados trazidos pela Copa...
Julio Rodrigues
Domingo, 05 de janeiro de 2014
Extremismos
O ano mudou, o eleitor ficou e neste ano temos eleição.
Wilson Soares Fuá
Domingo, 05 de janeiro de 2014
O político e o frei
A humildade é a própria leveza do estado das pessoas, os humildes trazem consigo a pureza da alma, em sua veste não impõe destaque aos olhos...
Juacy da Silva
Sexta, 03 de janeiro de 2014
Os impactos da renúncia fiscal
Em artigo anterior demonstrei com dados oficiais como a União, os Estados e os municípios ao criarem incentivos, também denominados...
Juacy da Silva
Sexta, 27 de dezembro de 2013
As marcas da exclusão (2)
Há poucos iniciei uma série de reflexões sobre a questão da exclusão política, social, econômica e cultural e como este processo...
Juacy da Silva
Sexta, 27 de dezembro de 2013
As marcas da exclusão (1)
A exclusão social, política, econômica e cultural não decorrem da vontade divina, nem de fatores geográficos ou de forças ocultas...
José Antonio Lemos dos Santos
Sexta, 27 de dezembro de 2013
Cuiabá Espetacular
Às vésperas do Natal, depois das tantas coisas boas que aconteceram para Cuiabá em 2013, ligadas à Copa ou não, eis que antes de seu encerramento o ano ainda nos reservou o estudo do IBGE...
Lira Cruz
Terça, 17 de dezembro de 2013
Reflexão
Um novo Natal e um Ano Novo se aproximam. Tivemos rápidos meses que passaram de relance. Perdemos algumas coisas, conquistamos outras...
Wilson Soares Fuá
Terça, 10 de dezembro de 2013
Energias imaginárias
Muitos projetam o complexo de culpa nos outros e acham que tudo de ruim que lhe ocorre é culpa do governo...
Thiago França
Terça, 10 de dezembro de 2013
MAPA DA VIOLÊNCIA 2013: A guerra no trânsito segue fortalecida
A violência no trânsito é a resposta ao grande individualismo em que se vive. A partir dos dados do Mapa da Violência 2013, recém-publicado e elaborado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino America
Lira Cruz
Quinta, 05 de dezembro de 2013
Coloque-se no lugar do outro
A dor é um sentimento intrigante. Quando vemos alguém passar momentos difíceis, costumamos dizer...
José Antonio Lemos dos Santos
Terça, 03 de dezembro de 2013
O legado avança
Retomo a temática do artigo de duas semanas atrás dedicado às tantas coisas boas que aconteciam naquele momento...
Juacy da Silva
Segunda, 02 de dezembro de 2013
Os números da violência
Tanto os números quanto os custos da violência são estarrecedores no Brasil. Para algumas pessoas estamos vivendo...
Juacy da Silva
Quarta, 27 de novembro de 2013
Violência, discurso e eleições
Há poucas semanas um renomado articulista do Jornal A Gazeta, defendeu a ?tese? de que nas eleições do próximo ano, pelo menos para o cargo de Governador de MT...
Juacy da Silva
Sexta, 22 de novembro de 2013
A escalada da violência
No ultimo dia 12 deste mês de novembro de 2013, a Coordenação do Programa de Desenvolvimento da ONU (UNDP) apresentou seu útimo relatório intitulado...
Juacy da Silva
Terça, 19 de novembro de 2013
Violência na américa latina
A história da América Latina, incluindo também o Brasil, tem sido marcada por extrema violência ao longo de séculos...
José Antonio Lemos dos Santos
Terça, 19 de novembro de 2013
Muita coisa boa
Às vezes o mais difícil em um artigo é definir o assunto, neste em especial, ante tantas coisas boas que estão acontecendo e não podem passar despercebidas...
Rui Prado
Segunda, 18 de novembro de 2013
Estamos com a faca e o queijo nas mãos
Os setores agropecuário e industrial do Centro-Oeste brasileiro conheceram os resultados de uma importante pesquisa sobre logística...

« anterior    |    4 - 5 - 6 - 7 - 8    |    próxima »
Eparre

 Choro


As eleições passaram e, como é natural, os derrotados entram no período de catarse, para depois, de forma racional avaliarem os erros e se reciclarem para as próximas eleições sem perder de vista que a democracia é a alternância do poder.

 Ranger de dentes


As disputas, em todos os níveis, adotaram um tom francamente belicista e com uma novidade: a profusão de Fake News (mentiras) difundidas pelas redes sociais, em especial pelo aplicativo whatszapp, numa escala inédito e com características de uma autêntica "guerra híbrida". Há muita maracutaia camuflada e que ainda pode aflorar embora nessa área de TI, os Tribunais Eleitorais e o próprio TSE se revelaram totalmente despreparados para impedir a propagação de notícias falsas.

 Papo furado


O ministro Fux, que ocupou a presidência do TSE, fez muita viagem, inclusive pela Europa, acenando com as consequências das "Fake News" com possibilidade, inclusive, de anular uma eleição. É mais uma das muitas fanfarronices do ministro conhecido por "peruqueiro" já que usa o complementa para dar trato à silhueta com uma vasta cabeleira e acentuado topete. Algo tão falso quanto as suas próprias opiniões no estilo "biruta de aeroporto".

 Deu no que deu


Confrontos inúteis, falhas amadoras nas relações com a imponente casta do funcionalismo público, foram o pano de fundo para a derrota de Pedro Taques que sequer conseguiu levar a eleição para um segundo turno, mesmo com a pretensão de Wellington Fagundes. Se existe algo mais conservador do que o "tucanato", a rejeição ao governador de saída merece toda a culpa. O eleitor não aprovou a sua gestão.

 Esperanças e...a espera


A candidatura de Mauro Mendes, tanto quanto a de Jayme Campos, era fava contada. A sua gestão à frente da Prefeitura e o fato de ter evitado uma candidatura a reeleição para não reproduzir a "trajetória Wilson Santos" foram decisivas para o afastamento, nem tão afastado, da pretensão de Mauro Mendes chegar ao governo do Estado lastreado no prestígio de sua passagem pela Prefeitura da capital, construído, em grande parcela pelo desmedido apoio do governador Pedro Taques à sua gestão. Méritos próprios, sim, mas com um apoio inegável do governador apeado.

 Corecon, nova fase


Evaldo Silva, um dos líderes da Chapa 2 - "Valorizando o Economista", conseguiu traduzir de forma simbólica o esforço que, ao lado de colegas de ofício, pretende imprimir à gestão, a valorização profissional, resgatando a garra dos antigos associados, representados na homenagem que lhes foi prestada nas figuras do professor Fernando Avalia e da economista Agda Salceco, ainda militante aos 76 anos de idade. Um gesto respeitoso e bastante simbólico.

Eparre

Terça, 25 de setembro de 2018
Jurandir
Tá difícil escolher um candidato a governador. Tirante os desconhecidos, só safados.

Segunda, 24 de setembro de 2018
Luiz Roberto
Acho que o pau vai torar no segundo turno. O MM se não ganhar no primeiro não leva depois. Pode anotar. Quanto ao Corecon é mais uma das brigas como as do CRECI, CREA, CRA, CRM...Se é prestação gratuita de serviços é de estranhar tamanha generosidade. Algum benefício tem. Mesmo indireto, mas tem. Prestígio, por exemplo. Vale mais que dinheiro.

Segunda, 24 de setembro de 2018
Manoel Fernandes
Acho que o Corecon ganhou mais organização e seriedade. Sempre há uma ovelha manca em todo rebanho, mas, essa se machucou sozinha.

Domingo, 23 de setembro de 2018
Edvaldo
Entra conselho e sai conselho, Sindicados e Conselhos Regionais continuam na mesma. Um grupo que entra não quer sair e o que sai sempre quer voltar. Deve ser bom, né?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 HUMOR
10 coisas que você não deve fazer num velório!
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados