Cuiabá (MT), quinta, 14 de dezembro de 2017
Leitura

Domingo, 03 de julho de 2016, 22h34
Chapeu_leitura artigo

Cirurgia de nariz é a 6ª mais pedida no Brasil

Benedito Figueiredo Junior


Quando olhamos no espelho em geral a primeira parte do rosto  que vislumbramos é o nariz que dependendo do formato contribui para a harmonia ou desarmonia do rosto. Por isso muitas pessoas buscam o cirurgião plástico para fazer a Rinoplastia, ou seja, a cirurgia para remodelar o nariz. Essa já é a 6ª cirurgia plástica mais pedida no Brasil conforme pesquisa de 2013 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Com a  rinoplastia é possível  aumentar ou diminuir o nariz, arrebitar a ponta, afinar as asas nasais e por fim aquela saliência óssea conhecida como ‘nariz de tucano’ fazendo a raspagem  e o fratura do nariz que é feita para compensar a raspagem óssea, que diminui a massa óssea do local, estimulando a formação óssea do local e para afinar o nariz de pessoas que tem a base muito larga. Quem sofreu alguma fratura prévia, que deixou o nariz torto, também pode precisar da fratura nasal para ajustá-lo.

 Em alguns casos é feita também a retirada de parte dos cornetos nasais, a popular carne esponjosa, que costuma aumentar na presença de alergias, como a rinite. A rinoplastia é indicada a partir dos 15 anos de idade, quando a formação óssea da face já está concluída.

 Pode ser feita a técnica fechada em que é com pequena incisão  na parte interna do nariz indicada para pequenas intervenções estéticas. E também a técnica aberta que é mais indicada nos casos em que há a necessidade de grandes alterações na ponta do nariz com corte na parte interna e também na base do nariz. Tanto um como o outro a cicatriz é interna e não aparente.

 Seja qual for a técnica, a rinoplastia exige qualificação do profissional para que o resultado seja o esperado pelo paciente.

 A cirurgia é como qualquer outra. O paciente precisa de exames de imagem, passar pelos testes de risco cirúrgico(avaliação cardiológica, dosagem de sódio, potássio, ureia e creatinina e coagulograma) ,  pois o procedimento é feito com anestesia em centro cirúrgico e o paciente deve estar em jejum a pelo menos 8h. O paciente pode ficar internado por um período de 12 a 24 horas.

 A rinoplastia pode ser realizada com a correção do septo nasal e a turbinectomia( retirada de carne esponjosa). Neste caso, é recomendado que a cirurgia, seja, realizada pelo cirurgião plástico e o otorrinolaringologista.

 Após o procedimento pode ocorrer sangramento  e dificuldade respiratória no pós-operatório e há riscos  de infecção. 

O paciente sai com um plástico enrijecido para que o nariz fique imóvel por mais tempo. Este plástico também se molda de maneira mais eficiente ao nariz e pode ser molhado. Os curativos são mantidos por 15 dias, sendo sete dias com plástico enrijecido e sete somente com fita adesiva porosa. Os tampões internos, quando necessários, ficam por um dia.

 A alimentação deve ser mais pastosa por 7 dias para evitar mastigação mais forte e o repouso também. Exercícios físicos são recomendados por dois a três meses.

 A dor é tratada com analgésicos e a posição ao dormir barriga para cima e cabeça elevada com travesseiros. Deve ser evitado assuar o nariz.

Os resultados já podem começar a serem  vistos com 30 dias, mas o resultado final somente será visto de 6 a 1 ano. Em caso do resultado não ser perfeito, é possível uma intervenção secundária para corrigir a cirurgia.

 

 


Benedito Figueiredo Junior

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplast. CRM 4385 e RQE 1266.


 leia também

Wilson Alves da Silva
Quinta, 16 de novembro de 2017
O transporte alternativo pede socorro
O serviço de táxi-lotação, micro-ônibus foi instituído em Cuiabá pela Lei Municipal 2.758/1990 e começou a operar nas linhas de Cuiabá na gestão do ex-prefeito Frederico Campos.
Benedito Figueiredo Junior
Domingo, 14 de maio de 2017
Cirurgia plástica pós-gravidez
A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica aconselha de 6 meses a um ano para se pensar em realizá-las
Juacy da Silva
Terça, 09 de maio de 2017
Agricultura urbana e periurbana
O mundo e os países, em graus variados, enfrentam diversos desafios que devem ser encarados e equacionados para que a população possa desfrutar de padrões e qualidade de vida mais dignos.

+ ver todas os artigos
Eparre

 Mutirão Fiscal


A iniciativa é uma ação conjunta do Executivo e do Judiciário com a finalidade de facilitar a vida dos contribuintes e, concomitantemente, trazer à Receita do Estado valores que enfrentariam longas discussões no âmbito jurídico. Ganha-se tempo, condições de negociação com redução de multas e, sobretudo, permite às empresas colocarem-se em dia com o fisco e levarem adiante os próprios negócios.

 Tributos em negociação


Impostos da alçada estadual que vão do IPVA ao ICMS poderão ser renegociados em condições que o contribuinte possa honrar os compromissos fiscais. Alívio para todos: o contribuinte que obtem facilidades para se ver em dia com as obrigações fiscais, redução no número de processos e ingresso de recursos na Conta Única. A expectativa é de que R$ 100 milhões ingressem no caixa de um total de R$ 400 milhões de negociações que se vai buscar atingir.

 MM e a mosca azul


Soube que haviam recomendado a MM que usasse mosquiteiro. Em alguma circunstância o ex-prefeito de Cuiabá, por certo, se expôs desnecessariamente e acabou picado pela "mosca azul". E, como se sabe, quem é picado pela mosca azul ingressa num período de onipotencia e autossuficiencia indescritíveis. Olhos injetados pelos efeitos da picada, busca o poder com um forte ímpeto de realização pessoal imaginando atender ao coletivo.

 Consentimento familiar


Tudo indica, ainda, que o consentimento familiar abriu as comportas de uma torrente de votos - imaginários ou possíveis - capaz de assentá-lo na cadeira desejada. Bem. A essa altura é bom lembrar que haverá disputa e que, por certo, MM não terá facilidades embora o recall de sua passagem pela Prefeitura confrontado à ineficácia da gestão do atual prefeito faz com que ele seja o melhor.

 Senado é pouco


MM não se ajusta ao perfil legislativo por ser oriundo do meio empresarial, ou seja, um "fazejador". Foi aliado do atual governador e parecia disposto a compor uma chapa forte para as próximas eleições. Como se percebe o denominado "grupo empresarial" seguirá caminho próprio, pois, Maggi, atual ministro da Agricultura, prefere marchar em nova companhia. Ao menos é o que sopram aqui e acolá.

Eparre

Sexta, 08 de dezembro de 2017
Roberto Alves
Alguém acredita que a reforma da previdência sai em 2017?

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

Sexta, 04 de agosto de 2017
Ubiraci Carvalho
Caramba! Que rolo togado esses tais grampos. É um envolvendo o outro e outro envolvendo o um e mais um. VOte.

Sexta, 04 de agosto de 2017
K.W
Por mais que o povão gosta da desgraça alheia é bom ficar claro que prisão não é sala de suplício. Ou precisa desenhar?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
Vídeos
 natureza
O que acontece se uma pessoa cair em um Vulcão Ativo!?!
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados