Cuiabá (MT), sexta, 27 de abril de 2018
Vídeos
Taxista de Belo Horizonte canta igual Michael Jackson.
Los Angeles narrará uma operação militar incumbida de resgatar sobreviventes na cidade-título. Conforme o passar das horas, o grupo nota que os inimigos muito bem armados "aliens" dificilmente deixarão o local.
Quadrilha especializada em trollar quem usa adesivos da família no carro.
Os incêndios provocados por queimadas e pelo tempo seco aumentaram esse ano no país. Em Marcelândia (MT) foi declarado estado de emergência após o fogo chegar na cidade.
Após causar acidente, policial federal aparentemente embriagado é preso por desacato.

127 - 128 - 129 - 130 - 131
Eparre

 Lula lá


Por enquanto incomunicável e na prisão, mas, tudo leva a crer que o discurso, pouco antes de se entregar à Polícia Federal, fez, de Lula uma ideia ambulante. Quem sabe interpretar pesquisas, sem maniqueismos, constata que Lula cresceu nas intenções de voto e na capacidade de transferir parte significativa deles.

 Protagonismo eleitoral


O grande eleitor do próximo pleito, preso ou em liberdade, continuará a ser Lula. Será o candidato do PT até a decisão final impeditiva da Justiça que, por óbvio, não fará justiça como não fez até agora.

 Reta final emocionante


A reta final do primeiro turno será impressionante. As candidaturas nos Estados serão secundárias e os que orbitarem no entorno de Lula ou do PT, agora oficialmente interlocutor da campanha presidencial, terão mais chance de se elegerem. É de uma obviedade cristalina.

 Racha no MDB


O racha no MDB, principalmente no Nordeste, é inevitável. Nem candidatura própria ou conjugada salva o MDB desse racha. Uma "foto autorizada" com Lula - há precedentes de candidatos que fizeram campanha na prisão - é, no Nordeste, uma alavanca e tanto para qualquer candidato.

 Legislativo x Judiciário


A fonte primária na nossa tradição romano-germânica de Direito continua sendo a lei. Estas são votadas pelos representantes eleitos pelo povo. A hermenêutica, a analogia e todo o esforço interpretativo (não vale a retórica chinfrim ante o direito positivado) não podem se sobrepor à legislação votada e chancelada pelos representantes do povo. O Judiciário, ao menos em matéria penal, vem procedendo de forma muito criativa, mas, chegou-se a um ponto em que a classe política será obrigada a reagir. Ou o faz, ou se perde. Impossível empurrar com a barriga.

Eparre

Sexta, 16 de fevereiro de 2018
K.W.
Estranha a edição. Essas agressões na Fecomercio não são gratuitas. Há muita sede de poder. Só pode.

Sexta, 15 de dezembro de 2017
Juvenal
Respondendo ao amigo.
Ficou para depois do carnaval..
Vai Brasillll!!!

Sexta, 08 de dezembro de 2017
Roberto Alves
Alguém acredita que a reforma da previdência sai em 2017?

Terça, 15 de agosto de 2017

Vocês estão todos no grampo. Se não for ilegalmente alguém da Justiça já deve ter determinado grampo em vocês. Ta todo mundo quietinho e aprovando prisão de qualquer jeito e vocês acham que prisão é pro cara ficar no bem bom?

DEIXE SUA OPINIÃO OU COMENTÁRIO
Nome:
Texto:
Email:
Coluna:
HOME  |   TURMA DO EPA  |   PANORAMA  |   VÍDEOS  |   LEITURA  |   EPARRÊ  |   EPA DOS LEITORES
BROADCAST  |   QUEM SOMOS  |   DIREITO DE RESPOSTA  |   ANÚNCIOS  |   CANAL RSS  |   CONTATO
Copyright © 2011 - Turma do Epa. Todos os direitos reservados